< Insights

Saiba como e porque analisar o Throughput para o fluxo de valor

  • Metodologias
  • Artigo

Você sabe o que é o Throughput? Implementar essa estratégia na sua equipe de desenvolvimento é uma ótima forma de fazer com que a sua produção dos projetos da sua empresa seja mais organizada, pois, com ele, é possível fazer verificar a média de produtividade do seu time, com base nos projetos que já foram entregues aos clientes

Saber o que é o Throughput e como ele funciona pode mudar a forma que a sua empresa trabalha, aumentando a sua produtividade e sempre visando a organização dos seus projetos.

O que é Throughput?

O Throughput, que também pode ser chamado de índice de vazão média, é a métrica que mede a quantidade de itens entregues do seu time em um tempo pré-definido. Ou seja, ele é capaz de analisar quantas entregas um usuário dentro do seu time realizou e quantas ele consegue entregar dentro de uma semana ou durante o tempo de uma sprint de desenvolvimento, podendo ser semanal, quinzenal ou até mesmo mensal.

Com a metrificação do Throughput, você consegue fazer a verificação da média de produtividade do seu time, com base nos projetos que já foram entregues aos clientes. Fora isso, ela permite que você responda a uma série de questões que podem surgir antes da entrega, como nos casos de: “se eu tenho um projeto com X demandas, em quanto tempo o meu time será capaz de finalizá-lo?” ou “quantas funcionalidades será possível entregar em um período de tempo?”.

Com a prática de Throughput, o time pode perceber a frequência das entregas e a capacidade dele. Se você pensar em um cenário em que a sua equipe trabalha com as features com tamanho e complexidade que são similares, é possível ter a previsibilidade de quando você terá uma feature entregue.

O que essa métrica representa?

O Throughput consegue ajudar a medir o prazo de entrega de um projeto de uma quantidade determinada de demandas, já que você pode comparar o tempo de entrega anterior da equipe com demandas de tamanho similar e, com base nisso, estimar quanto tempo será necessário para a entrega de novas.

Exemplo: Se você possui um projeto com 16 demandas médias e, ao analisar o histórico de throughput você viu que são entregues não menos que 4 demandas por semana, então não seria errado inferir que em 4 semanas esse projeto será entregue. Considerando um cenário positivo e otimista, podemos dizer que será entregue em 3 semanas, já que podem ser entregues mais de 4 demandas por semana. Caso queira dar uma estimativa mais pessimista, capaz de manobrar possíveis problemas, um prazo de 5 semanas seria adequado.

Qual é a importância da análise de Throughput?

É muito importante saber analisar o Throughput. Como vimos, o quanto uma equipe é capaz de produzir em um só período de tempo tem um papel extremamente fundamental dentro do gerenciamento do fluxo de trabalho. Retomando o e concluindo o que já foi dito, ao ter esses dados em mãos, você pode verificar em que prazo a sua tarefa costuma ser realizada e qual é o número de funcionalidades que elas podem ser desenvolvidas em um período já determinado.

Quando o Throughput atua em conjunto com o Work In Progress (WIP), você pode medir com mais clareza o tempo de produção que cada item de desenvolvimento, e isso pode até mesmo servir para fazer uma reorganização dos itens, de uma maneira muito mais produtiva e ágil para a sua equipe. Mas, ao falarmos sobre WIP, devemos citar o Lead Time, suas relações e importância.

Lead time pode ser entendido como tempo de aprovisionamento ou ciclo, que consiste no período entre o início de uma atividade, seja ela produtiva ou não, e o seu término. Em outras palavras, podemos definir o Lead Time como o tempo entre o momento do pedido do cliente até a chegada do produto a ele. Portanto, identificar o lead time faz com que se avalie melhor as fases que um produto atravessa até chegar ao consumidor.

Fora isso, com a análise de dados você consegue conferir outros aspectos que são importantes, como a confiabilidade do seu projeto e a eficiência da produção, tendo uma verificação de onde o seu time demanda mais tempo para o seu desenvolvimento. Além do mais importante, que é ter segurança para a tomada de decisões.

Boas práticas de análise e leitura de Throughput

Veja, a seguir, algumas das boas práticas para análise e leitura de Throughput:

Possuir classes de serviço segmentadas

Tendo as classes de serviço segmentadas, você consegue separar os tipos de trabalho, ou seja, saber o que entra na classe de trabalho comum e o que não entra, e nesse caso, em que categoria deve entrar. 

É possível saber a quantidade de entregas desse tipo de trabalho, o que vai ajudar na hora de fazer a comparação de como “quantos tipos de trabalho comum fazemos?” e “quantos são os trabalhos considerados urgentes que fazemos, aqueles que devem ser priorizados?”

As classes de serviço segmentadas atuam para saber quantos trabalhos foram entregues e quais categorias eles pertenciam.

Padronização do tamanho das atividades

A padronização do tamanho das atividades é necessária porque o item de trabalho pode ter uma variação de tamanho. Do mesmo jeito que ele pode ser um trabalho pequeno, ele pode ser médio, grande e até mesmo gigante, e existem diversas formas para você categorizar o tamanho desses trabalhos. Um exemplo é através das medidas de camisas, com o método de T-shirt sizing, que é o que utilizamos na Objective.

É uma boa prática ter um Throughput por tamanho, por exemplo “ essa semana chegamos a entregar x tarefas pequenas”, o que acaba sendo muito útil na hora de fazer as análises, principalmente quando está em conjunto com as outras boas práticas.

Possuir tipos de demandas segmentadas

A parte das demandas segmentadas é para especificar ainda mais qual será a atividade a ser exercida. Ela pode ser uma tarefa, uma feature, uma história de usuário, uma demanda e muito mais. Essa é uma prática que depende muito de como a empresa, produto ou projeto usa como rótulo sobre o nível da entrega que está sendo feita.

Se você gostou do conteúdo sobre Throughput e quer saber mais sobre diversos termos do universo de agilidade, inscreva-se no nosso canal do youtube e veja o que estamos falando por lá também!

Insights do nosso time

Obtenha insights do nosso time de especialistas sobre metodologias de desenvolvimento de software, linguagens, tecnologia e muito mais para apoiar o seu time na operação e estratégia de negócio.