< Insights

Utilizar o outsourcing de TI ou desenvolver internamente?

  • Desenvolvimento de Software

paramos 4 dicas para você saber quando utilizar o outsourcing de TI ou fazer internamente.

Quando utilizar o outsourcing de TI ou internalizar? Na hora de desenvolver um sistema para as empresas, essa é uma pergunta que vem sendo recorrente entre os gestores e muito impactante para a tomada de decisão.

Sem dúvidas que o ROI (Retorno Sobre Investimento) é o que vai dar o peso final para essa decisão, mas há algumas dicas que devem ser muito bem analisadas na hora da escolha.

Vem ver o que nossos especialistas têm para falar sobre as diferenças que impactam no modelo de escolha para o desenvolvimento de software. Confira.

Como funciona o outsourcing de TI?

O outsourcing de TI diz respeito à terceirização dos serviços (ou de um serviço específico) dessa área, deixando para que uma empresa especializada se encarregue daquelas funções. Por exemplo, ela pode ficar encarregada da gestão de TI, controle e manutenção de sistemas de informações, observação da segurança da informação, realização de testes, entre outros.

Ele pode ser feito por meio de três modelos, como veremos a seguir.

  • Offshore: terceirização é realizada em países em desenvolvimento, normalmente longe do nosso país, com diferenças culturais significativas (Índia, China, Malásia, entre outros);
  • Onshore: a terceirização é realizada dentro do país da empresa contratante (no caso, você realiza a contratação de uma empresa brasileira), evitando choques culturais e linguísticos nos processos;
  • Nearshore: a terceirização é feita em países próximos, com fusos semelhantes e culturas similares. A distância geográfica é menor, porém, deve-se observar o cenário econômico das nações vizinhas.

Quais as 4 melhores dicas para escolher o melhor momento para implementar o outsourcing de TI?

O outsourcing de TI pode ser vantajoso para as organizações. No entanto, para isso, é fundamental que sua empresa esteja preparada para a adoção. Veja a seguir as 4 dicas para avaliar se ela está preparada para isso.

1. Observe os custos envolvidos no processo interno e no outsourcing de TI

Os custos envolvidos no projeto são muitos, mas no desenvolvimento interno, temos desde a contratação de um profissional qualificado, que entenda e saiba resolver a demanda da empresa, até remunerações, documentações trabalhistas exigidas e a instalação de uma infraestrutura adequada (para as empresas que não são específicas de TI), o que acabam deixando os custos não tão vantajosos se comparado com o outsourcing de TI.

Apesar de ambos precisarem estudar o projeto e demanda necessária, um profissional interno precisa de mais treinamentos e horas de seus gestores para desenvolver um sistema com qualidade.

Com um fornecedor outsourcing de TI, você pode conseguir um custo justo e soluções mais específicas.

2. Foque no core do negócio

Sabe o ditado “quem faz de tudo um pouco, não faz nada direito”? Isso também se encaixa no contexto de outsourcing de TI.

Quando você contrata um profissional, mesmo que bem qualificado no mercado, ele ainda assim não tem o core do negócio, tal como uma empresa que é especializada em terceirizar software.

Sua empresa pode estar totalmente focada no que sabe fazer de melhor, enquanto uma terceirização cuida da parte de desenvolvimento. Além de ter a demanda de profissionais mais enxuta na sua empresa, você tem a certeza de que receberá a melhor documentação com todas as horas especificadas e trabalhadas, já que é obrigatório o registro de cada etapa dependendo do fornecedor que você escolher.

Uma boa entrega de um fornecedor envolve muito planejamento, possível alocação de profissionais, acompanhamento e registro detalhado de cada etapa do projeto.

Além disso, há a gestão dos riscos que possam vir a acontecer no decorrer do processo e um acompanhamento pós entrega e validação de todas as funcionalidades com testes automatizados para confirmar a eficiência e eficácia da solução.

3. Tecnologia avançada no desenvolvimento de software

Com uma equipe interna, nem sempre você terá a certeza que está utilizando das melhores tecnologias do mercado, uma vez que precisa de orçamento para instalação de programas, treinamentos, entre outros recursos extras.

Para o cumprimento de prazos e aumento da precisão há também a necessidade da automação de testes durante todo o processo de desenvolvimento, o que garante muito a qualidade na entrega e velocidade.

Essas atualizações tecnológicas já estão implícitas dentro de uma empresa de TI, que precisa se manter competitiva no mercado e busca evolução constantemente para fidelizar seus clientes.

4. Desenvolvimento ágil e testes automatizados

Na maioria dos casos, o outsourcing de TI, quando vindo de uma empresa especializada, tende a ser um desenvolvimento mais rápido devido às melhores tecnologias como falamos acima e ao know-how da equipe.

As principais desenvolvedoras de software que terceirizam trabalhos já estão adaptadas ao movimento cultural das metodologias ágeis. É importante ressaltar que os processos gerenciais precisam seguir a cultura ágil e estar alinhados nas atividades que acontecem no decorrer do desenvolvimento.

São algumas práticas muito boas, que vale a pena aplicar não apenas na área de TI, mas também em toda a empresa. É importante, por exemplo, conhecer os principais frameworks do agile.

Importante destacar que o caminho para o sucesso do seu software é a aplicação de testes automatizados. Ou seja, quando você realiza o outsourcing do desenvolvimento de software com uma empresa especializada, são aplicados testes para garantir a esfera da qualidade que viabiliza a produção sustentável dos softwares.

Já no caso do desenvolvimento interno, observar comportamentos, analisar indicadores de performance e qualidade, atualização da equipe, identificar problemas e pontos de otimização devem ser tarefas diárias de todo gestor.

Quais os principais desafios do outsourcing de TI?

Apesar dos pontos apresentados acima, ainda há muita polêmica sobre a contratação de uma empresa de outsourcing para desenvolvimento de software.

Podemos citar quais são as preocupações mais recorrentes que escutamos na hora da negociação. Uma delas é o caso de informações estratégicas da empresa que ficarem expostas e acessíveis para pessoas que estão de fora da empresa.

Para isso, fornecedores como a Objective contam com serviços de segurança da informação, além de reforçar em contratos de NDA (Non-Disclosure Agreement) a não divulgação de nenhum dado confidencial.

Basta procurar uma empresa séria e de qualidade comprovada no mercado para que não hajam problemas futuros. Lembre-se que um NDA é obrigatório em todo projeto.

Outro ponto bastante discutido é a dependência que se cria com o fornecedor, pois um software envelhece, podendo tornar-se um sistema legado futuramente, assim como qualquer outra tecnologia.

Mas quando se cria uma parceria com a empresa de outsourcing de TI, os processos são desenvolvidos de forma transparente para garantir que qualquer outra pessoa consiga dar seguimento ao projeto, caso seja necessário.

Quais as principais tendências do outsourcing de TI?

Como o outsourcing é uma das práticas mais adotadas atualmente, é normal que ocorram atualizações constantes, bem como adoção de novas tendências nesse mercado. Vamos mostrar as principais aplicadas a seguir e fique atento para implementá-las.

Competitive sourcing

É uma tendência na qual as empresas provedoras de serviços disputam pela contratação do serviço pela sua organização. É como uma espécie de competição, no qual a vencedora recebe a recompensa por ter entregue os melhores resultados.

Re-platforming

Trata-se da adoção de plataformas mais flexíveis e escaláveis, permitindo maiores recursos de automação, adoção de cloud computing e uso de aplicativos corporativos modernos. Sendo assim, as empresas de outsourcing começarão a oferecer serviços de re-platforming e orientar seus clientes para essa transição.

Novos modos de quantificação de serviços e métricas

Os modelos tradicionais de mensuração de serviços e métricas estão entrando em desuso, sendo aplicados novos modelos. Os contratos de níveis de serviço estão mudando, passando de modelos tradicionais para aqueles nos quais estão baseados em métricas de resultados de negócio. Com isso, torna-se melhor a observação dos resultados obtidos.

Uso de Robot Process Automation em escala

Com a automação tomando um espaço cada vez maior nas organizações, o Robotic Process Automation (RPA) torna-se uma das grandes tendências para o outsourcing de TI nos próximos anos. A automação em escala terá um papel significativo no resultado delas, de forma a ser incluída no fornecimento de serviços. Para os contratantes, isso reduz custos com o serviço, já que se diminui os encargos com mão de obra.

Além disso, a automação cada vez mais toma formas mais inteligentes, com a sofisticação do Machine Learning, inteligência artificial, análise cognitiva e ciência de dados. Com isso todos saem ganhando.

Diante de tudo que falamos, você deve ter percebido a importância do outsourcing de TI, não é mesmo? Ao adotá-lo, é importante escolher um serviço de qualidade, capaz de realizar as ações de forma consistente, dotada de conhecimento técnico e metodologias modernas para trazer aquilo que a sua empresa precisa no serviço que está sendo terceirizado.

Uma forma de escolher a melhor empresa é utilizar o modelo prático de projeto, também conhecido como Prova de Conceito, ou POC. Por meio dele, você terá uma empresa especializada em levantar dados e fazer o custo para saber se realmente é vantajoso a contratação de um outsourcing.

Isso ajuda também a você saber mais sobre seu fornecedor, com provas concretas e informações tecnológicas e de mercado.

Quer avaliar serviços de outsourcing de TI? Você pode solicitar uma POC da Objective para isso. Entre em contato e converse com um de nossos consultores sobre o tema.

Sugira um artigo

    Para enviar o formulário é necessário o aceite das políticas.

    Insights do nosso time

    Obtenha insights do nosso time de especialistas sobre metodologias de desenvolvimento de software, linguagens, tecnologia e muito mais para apoiar o seu time na operação e estratégia de negócio.