< Insights

Desenvolvimento de aplicativos: principais etapas e desafios

  • Desenvolvimento de Software

O desenvolvimento de aplicativos se tornou uma prática bastante recorrente entre as empresas. A popularidade dos dispositivos móveis fortaleceu ainda mais essa tendência, proporcionando novas formas de interagir e fechar negócios com o público. Acontece que, apesar de ser baseado em ideias criativas, esse processo requer muito planejamento para alcançar o sucesso.

Desenvolver um aplicativo que se destaque no mercado requer que a empresa pense em uma série de fatores que diferencie a sua solução das demais. Existem diversos desafios que são encontrados durante esse processo, mas que não são impossíveis de serem contornados.

Contar com um app próprio é essencial para o crescimento saudável do negócio, por isso, separamos, neste texto, as principais informações que você precisa para ter sucesso nessa jornada!

Quais são os desafios do desenvolvimento de aplicativos?

O processo de desenvolvimento de aplicativos não é nada fácil para quem entra às cegas. Os apps se tornaram uma tendência no mercado, principalmente pela praticidade e mobilidade de acesso que eles disponibilizam aos usuários.

O número de usuários que acessam a internet por meio de smartphones aumentou consideravelmente nos últimos anos. No Brasil, 71 milhões de pessoas, representando 56% do total de usuários usam um dispositivo móvel para se conectar à rede. Esses pontos são os principais atrativos que a evolução da tecnologia mobile trouxe para as pessoas.

ícone com a ilustração representando o mundo e ao lado a frase "Brasil é o segundo mercado de apps que mais cresce no mundo". Em baixo um ícone com o símbolo de dinheiro e um telefone mobile junto, com a frase "o mercado que mais cresce no Brasil é relativo a apps voltado para compras"

Ao desenvolver um app, é preciso ter em mente que os dispositivos móveis conseguem substituir o uso dos computadores desktop em diversas funcionalidades. Para garantir um software atrativo, é necessário considerar as principais tendências do mercado. Prestar um suporte de qualidade com atualizações frequentes é um processo importante para atrair o público e fidelizá-los.

A correção de bugs e a implementação de novas funcionalidades relevantes acontece com o tempo. Dessa forma, tenha em mente que o desenvolvimento de aplicativos continua mesmo com todo o trabalho principal concluído. Outro desafio encontrado nesse processo é a grande variedade de dispositivos no mercado.

Desenvolver uma solução de sucesso necessita de um foco. Com os diferentes modelos de aparelhos, de diferentes marcas e sistemas operacionais, é preciso considerar que cada um deles abrange um público-alvo diferente. Além disso, quanto mais intuitivo o app for, melhor vai ser para a empresa e para os seus usuários.

Ninguém gosta de quebrar a cabeça com algo que supostamente era para facilitar a sua vida. A validação de fluxo das funcionalidades do aplicativo deve sempre tornar a navegação o mais intuitiva possível para os usuários finais.

Isso significa que deve existir um desenvolvimento contínuo como forma de otimizar a experiência dos usuários. Favorecer o uso é a forma mais eficiente de que as pessoas conseguirão alcançar o objetivo proposto pela sua solução.

Ter em mente as exigências do seu público também é imprescindível para desenvolver um app. O seu negócio gira em torno de atender às necessidades dos seus clientes, por isso, nada mais justo que disponibilizar um aplicativo com base nessa ideia.

Outro ponto de atenção que os desenvolvedores devem ter durante o desenvolvimento de um aplicativo são os bugs. Esse é um desafio bastante comum com quem lida com linguagens de programação. Muitas vezes, algo pode acabar passando despercebido e comprometendo toda a funcionalidade do aplicativo.

Para evitar esse cenário, existem ferramentas que disponibilizam relatórios de erros. Eles permitem fazer uma análise completa e eficaz sobre a execução da sua aplicação. A possibilidade de identificar falhas que podem comprometer a execução do app é essencial para garantir uma solução funcional ao público.

As diferentes tecnologias dos aparelhos também são um grande desafio encontrado pelas empresas na hora de desenvolver um aplicativo. As aplicações nativas, por exemplo, têm mais desempenho e podem até mesmo rodar offline. Confira os tipos de tecnologia você pode usar no desenvolvimento de um app e entenda as suas vantagens e desvantagens.

IOS

O desenvolvimento de um app para aparelhos com IOS é, em geral, muito mais rápido que quando com o Android. Para isso, a equipe de desenvolvimento precisa ter em mãos um equipamento próprio, como um IMac, Mac Mini etc.

Um aplicativo para aparelhos IOS tem um nicho muito específico, o que pode ser tanto uma vantagem quanto uma desvantagem para algumas empresas.

Outro ponto de destaque no público-alvo desse sistema operacional, é que eles costumam pagar mais pelos aplicativos na App Store. Porém, é preciso também considerar que carregar um aplicativo na loja da Apple exige um investimento de U$99,00 por ano.

Android

O sistema operacional Android conta com um número consideravelmente maior de usuários que o IOS. Isso acaba abrindo maiores oportunidades para quem quer alcançar uma parcela maior de pessoas com a sua solução.

O grande desafio encontrado nessa tecnologia é nos custos de produção. Uma aplicação para Android deve considerar os diferentes aparelhos no mercado que utilizam o sistema.

Isso exige maior dedicação na hora de desenvolver um app. Para ter um app na Play Store, a empresa deve pagar uma taxa única de U$30,00. A grande vantagem do desenvolvimento em Android é o seu código aberto, dando mais opções aos desenvolvedores durante o processo.

Híbrido

As aplicações híbridas requerem uma linguagem de programação muito mais simples, por isso, não é necessário contar com profissionais tão especializados. Além disso, o seu código é único, ao contrário dos modelos nativos que são feitos com base em um sistema específico.

Como as aplicações desenvolvidas para diferentes sistemas contam com um código mais simples, elas acabam saindo mais baratas que as demais. Isso também possibilita maior agilidade no desenvolvimento e nas atualizações do app.

Ainda assim, uma aplicação nativa conta com um desempenho muito superior que as híbridas. Além disso, os apps desenvolvidos aqui não contam com algumas funções dos smartphones, podendo impactar diretamente na experiência dos usuários.

Quais são as principais etapas do desenvolvimento de aplicativos?

O processo de desenvolvimento de aplicativos é bastante complexo e requer muita dedicação e esforço. Somente assim é possível alcançar o sucesso com a tecnologia mobile. Confira as principais etapas e veja como desenvolver uma solução de sucesso.

símbolos que representam as 7 etapas do desenvolvimento de software, são elas: estruturação de ideias, especificações de aplicativo, planejamento do layout e recursos, criação do design, escolha da tecnologia, desenvolvimento do app e prototipação

Estruturação de ideias

O desenvolvimento de um app se inicia muito antes dos programadores começarem a digitar os códigos que vão dar a vida à solução. Antes de tudo é preciso começar a estruturar todas as ideias que vão tornar o aplicativo em algo palpável no futuro. Isso significa que você precisa listar o principal objetivo da sua aplicação móvel e como ela pode atender as necessidades do seu público.

Especificações do aplicativo

Com base nas ideias estruturadas para o aplicativo e como ele pode solucionar os problemas do seu público, chegou o momento de começar a planejar como vai ser desenvolvido essa solução.

Isso significa que a empresa deve listar no briefing as principais informações relevantes sobre todo o processo, como os gastos, o tempo necessário e os recursos necessários para dar a vida ao app.

Esse processo é indispensável para o sucesso do projeto, já que assim, é possível medir com sucesso todo o desenvolvimento do aplicativo e analisar os retornos com maior precisão.

Planejamento do layout e recursos

Como já citamos, a interface do seu aplicativo deve ser a mais intuitiva possível. Por isso, o planejamento dos recursos que vão compor o app e como o layout vai disponibilizá-los aos usuários é essencial para o sucesso do seu projeto. Para garantir o sucesso nessa etapa, é preciso seguir os princípios da arquitetura da informação. Ela é responsável por buscar um equilíbrio sobre os elementos, tornando a experiência de uso muito mais agradável.

Criação do design

A criação do design é um processo muito importante para o desenvolvimento do seu aplicativo. Aqui é justamente onde você vai descrever a forma que os usuários vão interagir com a sua solução. O processo envolve a criação de uma jornada de uso, onde vão ser mapeados os trajetos que as pessoas podem fazer para alcançar o seu objetivo. O uso de storyboards e wireframes é essencial para fornecer dados sobre o backend dessa etapa.

Escolha da tecnologia

Desenvolver uma solução móvel para o seu público envolve também a escolha da tecnologia utilizada para o aplicativo. Os principais sistemas operacionais de dispositivos móveis, o IOS e o Android são os mais comuns no mercado.

É preciso considerar se o seu app vai ser um sistema híbrido ou nativo. No caso do primeiro, eles são desenvolvidos usando parte de uma programação nativa e outra de programação web, necessitando de acesso à internet para funcionar. Aqui, apesar de ser possível implementar a solução em diferentes sistemas operacionais e ter custos e tempo de desenvolvimento menor, os apps podem apresentar alguns bugs.

No caso de um aplicativo nativo, ele é desenvolvido especificamente para um sistema operacional. Isso significa que ele é capaz de utilizar melhor as funcionalidades dos dispositivos, garantindo um resultado mais otimizado para os usuários.

Desenvolvimento do app

A etapa de desenvolvimento do app é justamente a hora de dar a vida à sua solução. Isso significa que chegou o momento de pôr a mão na massa e começar a escrever as linhas de código que vão compor o seu produto. O uso de uma plataforma de criação de aplicativos pode auxiliar esse processo. Outro ponto que você deve ficar de olho é na configuração do armazenamento nos servidores, nos bancos de dados, APIs e servidores de acordo com a criação do backend do seu protótipo.

Nesse momento, você deve ter uma conta de desenvolvedor configurada para as lojas onde pretende disponibilizar o seu aplicativo. Aqui, você deve considerar diferentes fatores, como multitarefa, dispositivos, fragmentação do sistema, entre outros. Um aplicativo funcional conta apenas com funções compatíveis com os smartphones nas quais foram planejados para funcionar. Incorporar recursos a mais podem, muitas vezes, tornar a sua solução incompatível.

Prototipação

Por último, chegou a hora de pôr em teste todas as funcionalidades do aplicativo antes de ele ser lançado ao público. A prototipação é essencial para encontrar erros que possam comprometer o uso da sua solução, como falhas de compatibilidade ou desempenho inferior ao esperado. Contar com profissionais especialistas em experiência do usuário também é importante, já que assim é possível identificar alguma falha que possa comprometer a navegação no seu app.

Pronto! Agora você já sabe as principais informações sobre como funciona o desenvolvimento de aplicativos! É importante ressaltar que existem alguns cuidados que você deve tomar durante esse processo, como evitar o excesso de recursos e informações, não testar o app antes do lançamento ou considerar a jornada dos seus usuários. A precaução é essencial para evitar que a sua solução entre no esquecimento do seu público.

três pessoas olhando e apontando para um computador com gráficos
Squads de Desenvolvimento Ágil Gerenciadas
Saiba mais >

Sugira um artigo

    Para enviar o formulário é necessário o aceite das políticas.

    Insights do nosso time

    Obtenha insights do nosso time de especialistas sobre metodologias de desenvolvimento de software, linguagens, tecnologia e muito mais para apoiar o seu time na operação e estratégia de negócio.