< Insights

Confira quais são as 7 tendências de desenvolvimento de software

  • Desenvolvimento de Software

A cada ano surgem novas tendências nos mercados ligados à tecnologia. Se atualizar e ficar por dentro das novidades é muito importante e não seria diferente no ramo de desenvolvimento de software.

Algumas mudanças têm aparecido ao longo dos últimos anos, com maior adoção aos dispositivos móveis, à computação na nuvem, à Internet das Coisas, ao processamento de linguagem neural e ao data analytics — novidades que chegam ao Brasil e vêm sendo abraçadas por cada vez mais empresas.

Afinal, quais são as tendências? Vamos contar para você ao longo deste post, explicando os pontos que devem ser levados em consideração na hora de buscar soluções tecnológicas. Continue a leitura!

1. Hiperautomação

A hiperautomação acontece quando o software é desenvolvido com o uso de tecnologia avançada como inteligência artificial e machine learning. Sabe quando você navega no feed de uma rede social como o Facebook e um anúncio é sugerido? Então, a recomendação não é aleatória.

Redes sociais usam modelos de machine learning para recomendar apenas o que tem mais chances de cliques. Há uma base de dados extensa e os algoritmos “aprendem” com o comportamento do usuário. Isso também acontece na distribuição dos stories e nas sugestões de páginas para seguir.

De forma simplificada, a hiperautomação é uma sofisticação da automação tradicional. A intervenção humana é ainda menor e as ações da máquina se baseiam em um “ecossistema” de ferramentas tecnológicas.

2. Democratização da tecnologia

A tecnologia tem sido usada para solucionar tarefas cada vez mais cotidianas e tem se adaptado ao dia a dia das pessoas. Não por acaso, bastam alguns toques na tela do smartphone e para pegar um táxi, pedir uma pizza, consultar horários de transporte público ou fazer uma compra.

Isso pode ser visto no destaque que empresas como Uber e Amazon alcançaram, favorecendo o mercado das marcas “nativas digitais”. Ainda assim, negócios antenados podem se beneficiar, já que a democratização reduz barreiras de infraestrutura e custo.

A tecnologia chegou até nos negócios mais modestos, trazendo a possibilidade de oferecer um atendimento com mais qualidade em softwares personalizados. Ideias simples que solucionam pequenos problemas práticos entram como tendência aqui, com aplicações adotadas até por pequenos restaurantes e comércios de bairro.

3. Multiexperiência

Multiexperiência é uma ideia que tem dois sentidos principais. O primeiro diz respeito às formas com as quais o usuário interage com a sua marca. O que isso significa?

Pense da seguinte forma: no desenvolvimento de softwares, existem alguns pontos de contato para explorar os recursos, certo? Mouse e teclado estão entre as mais comuns. Ainda assim, você pode atingir a multiexperiência adicionando maneiras de interagir com o programa, como gestos, comando de voz e toque.

O segundo sentido está ligado aos dispositivos físicos que oferecem as possibilidades de interação para o usuário, ou seja, sua plataforma. Aqui, entram desktop, mobile, tablets, smart TVs e por aí vai.

4. Transparência

Você já deve ter reparado em como as pessoas estão cada vez mais preocupadas em como seus próprios dados estão sendo usados, não é? Leis como a europeia GDPR e a brasileira LGPD demonstram isso.

Afinal, como utilizar um software se você não confia na empresa que o disponibiliza? Nos últimos anos, os noticiários mostraram casos de vazamentos de dados das empresas digitais. Qual foi o resultado? Os consumidores passaram a olhar com menos confiança.

Isso se torna tendência porque boa parte da atuação empresarial depende de conseguir acesso aos dados pessoais do cliente e, de acordo com as novas leis, eles precisam ser cedidos. A transparência corporativa, nesses casos, virou um elemento essencial.

5. Automação de testes

A ideia da automação de testes é comparar os resultados esperados com os reais da forma mais rápida, obtendo um ganho de tempo. Sabe quando você faz uma modificação na aplicação e precisa várias vezes colocá-la a prova? Então, esse processo pode ser encurtado, poupando sua equipe da repetição e garantindo a qualidade do release.

A automação de testes já faz parte da cultura da Objective desde 1997, mas ainda hoje é perceptível a resistência das empresas em adotar essa prática, porém, nos últimos anos as empresas já passaram a ter a consciência de que algumas metodologias não são aplicadas de forma eficaz sem ter testes automatizados em conjunto. Por este motivo, trouxemos aqui neste post também como um tendência que vemos crescer a adoção no mercado.

Com uma melhor infraestrutura de internet e novas tecnologias móveis, vai aumentar a necessidade de aprimoramento dos testes. Um dos grandes pontos fortes aqui é justamente a capacidade de processamento da máquina, usada para detectar falhas em um ritmo mais alto, que atenda à velocidade do mercado. Isso não significa que a equipe é dispensada — apenas que seu trabalho vai ser dedicado para as falhas mais importantes e outras inovações.

6. Big data

Essa é uma tendência que pintou no mundo dos softwares por causa da transformação digital. No big data, grandes volumes de dados são coletados, analisados e interpretados, permitindo o trabalho rápido com informações não estruturadas.

O desenvolvimento, nesse caso, é bem diferente do uso das ferramentas tradicionais. Para alcançar o resultado desejado, o big data passa por “cinco Vs”: valor, velocidade, veracidade, variedade e volume.

Lembra-se de quando citamos o uso do machine learning nos anúncios de redes sociais? Então, o big data permite coisas parecidas. Aplicações como Amazon, Netflix e Spotify usam dados do público para recomendações e sugestões.

7. Realidade mista

A realidade mista é a “fusão” dos mundos reais e virtuais, combinando as tecnologias de realidade virtual e aumentada. Essa ideia tem sido explorada nos mais variados mercados, abrangendo arte, saúde, trabalho remoto e até treinamentos militares.

Ao compreender a realidade virtual, o conceito permite que você tenha controle sobre os movimentos no mundo virtual, enquanto a realidade aumentada faz com que os elementos digitais se sobreponham aos reais, visível em jogos populares como Pokémon Go.

Essa tecnologia traz uma nova abordagem sobre compartilhamento de informações e aprendizado, abrindo um leque de possibilidades, proporcionando uma nova experiência para o público e colocando o software em destaque.

O mercado muda ao longo dos anos e novas tendências de desenvolvimento de software vão dando as caras por aqui. Embora você não precise seguir todas, selecionar algumas é acrescentar o que há de novo para sua aplicação.

Se você ainda não sabe por onde começar na hora de desenvolver a aplicação, que tal investir na terceirização? Assim, você economiza uma boa dose de tempo e ainda passa a contar com a ajuda de uma equipe especializada e experiente.

A Objective tem várias soluções para desenvolvimento de software, metodologia ágil e gestão de TI, vendo a tecnologia como forma de alcançar liberdade e poder para transformações.

Quer começar a desenvolver seu software em parceria com quem sabe encontrar caminhos inovadores em cenários complexos? Então, não deixe de entrar em contato com a gente!

Insights do nosso time

Obtenha insights do nosso time de especialistas sobre metodologias de desenvolvimento de software, linguagens, tecnologia e muito mais para apoiar o seu time na operação e estratégia de negócio.