< Insights

Docker: saiba como funciona e quais as suas vantagens

  • DevOps
  • Artigo

Diversas empresas encontram desafios no desenvolvimento de software, isso porque, a transformação digital passou a exigir que os processos ganhem velocidade e desempenho. Nesse sentido, para ganhar escala, consistência e velocidade, empresas tem optado por tecnologias como o Docker, uma plataforma que garante entregas ágeis.

Nesse artigo, você entende mais sobre como aplicar o Docker e quais suas vantagens para suportar os softwares que uma empresa utiliza.

O que é Docker?

Docker é uma plataforma de software que oferece serviços para criação, implantação e gerenciamento de aplicações de forma padronizada e ágil. Essa tecnologia empacota todas as informações que um software precisa dentro de containers. Dessa forma, traz velocidade, segurança e escala para o desenvolvimento de diversas aplicações.

O que são containers?

Os containers são ambientes isolados que empacotam aplicações utilizadas para o funcionamento dos processos de um sistema. Ele oferece os arquivos necessários para o desenvolvimento de software, sem a necessidade de configurar um novo sistema operacional para cada processo. 

A conteinerização é uma técnica que empacota códigos e informações de forma isolada e tem o objetivo de facilitar o funcionamento e a portabilidade de informações para o desenvolvimento de software. Todos os processos são executados compartilhando o mesmo núcleo do sistema operacional, o que diminui a incompatibilidade entre processos.

Como o Docker funciona?

Com Docker é possível disponibilizar e atualizar softwares de forma padronizada. Ele tem o papel de gerenciar os containers, que virtualizam o sistema operacional de um servidor. Nesse sentido, a instalação do Docker em cada servidor permite que através de comandos simples os containers sejam criados e gerenciados.

Esse sistema proporciona rapidez e controle para um ambiente de TI, com ele é possível automatizar a implantação de aplicações dentro dos containers e fazer o gerenciamento dos processos de desenvolvimento de software.

O que é possível fazer com Docker?

O Docker aumenta a produtividade no ambiente de TI, isso porque, possibilita que os containers sejam transportados em diversos ambientes, logo, traz velocidade ao processo. A virtualização também abre espaço no sistema e otimização de performance, assim, outros programas e aplicações podem ser executadas ao mesmo tempo.

Ele ainda conta com uma tecnologia reversível, que permite que ações inesperadas possam ser desfeitas, retornando o container para a última versão.

Outra função essencial que o Docker proporciona é a abordagem baseada em microsserviços, um recurso que permite interromper apenas um pedaço de um software em execução, isso aumenta a agilidade e disponibilidade do ambiente de trabalho. Além disso, é possível desfrutar da arquitetura orientada a serviços (SOA), que possibilita o compartilhamento de recursos entre múltiplas aplicações.

Vantagens

Os Dockers oferecem vantagens como agilidade, escalabilidade, portabilidade, isolamento e controle de todo o processo de DevOps. Conheça mais algumas vantagens da utilização do Docker a seguir:

  • Compartilhamento: o Docker possibilita que os arquivos sejam compartilhados entre containers e host, principalmente utilizando o compartilhamento em nuvem;
  • Padronização e replicação: as imagens Docker são criadas por meio de arquivos de definição, facilitando a criação ou a alteração da infraestrutura de containers. 
  • Gerenciamento: o local onde os containers são executados, os clusters, são monitorados de forma fácil e constante;
  • Disponibilidade: o Docker torna a máquina mais leve, deixando mais espaço para outros programas funcionarem.

Desvantagens

Confira abaixo algumas queixas de desenvolvedores que utilizam a tecnologia Docker:

  • Não é uma boa solução para aplicativos que necessitam de interfaces ricas;
  • Muitas solicitações de recursos para upgrade de containers;
  • Incompatibilidade de containers Docker em sistemas operacionais;
  • Possuem pouco sobrecarregamento, mas não sobrecarga zero.

É muito importante ressaltar que é necessário avaliar os riscos específicos do Docker para garantir a prevenção e resolução de desafios antes de mover as aplicações para a plataforma.

Docker vs. Kubernetes

O Docker é uma plataforma de conteinerização que realiza a criação, distribuição e execução de containers. Já Kubernetes é voltado para a orquestração de plataformas de containers.

Portanto, por mais que sejam tecnologias completamente diferentes, podem ser usadas em conjunto, uma complementando a outra. Entretanto, o Docker consegue ser independente e não necessita da utilização de Kubernetes. Em contrapartida, Kubernetes não conseguem ser utilizados sem plataformas de containers.

A arquitetura Docker

Existem diversos itens que compõem a arquitetura Docker. Conheça abaixo os principais e a função de cada um deles:

  • Image: possui todos os dados e metadados necessários para a execução dos containers;
  • Compose: definição de aplicações pela utilização de múltiplos containers;
  • Swarm: realiza o clustering (agrupamento) de containers;
  • Hub: compartilhamento e gerenciamento de containers por meio de plataforma SaaS;
  • Engine: ferramenta utilizada para a criação de containers e imagens;
  • Registry: pode ser público ou privado e funciona como um conjunto de imagens hospedadas que dão origem à criação de containers;
  • Client: funciona como uma API ou uma interface de linha de comandos vinda do usuário.

Outra arquitetura utilizada em DevOps é o container Docker, uma solução que ajuda na redução de recursos e garante agilidade na execução de tarefas nas aplicações.

Ficou interessado em implementar ferramentas DevOps nos processos de TI da sua empresa? Conte com a ajuda dos especialistas da Objective para aplicar automatização ao seu negócio. Conheça a Consultoria em DevOps da Objective.

Insights do nosso time

Obtenha insights do nosso time de especialistas sobre metodologias de desenvolvimento de software, linguagens, tecnologia e muito mais para apoiar o seu time na operação e estratégia de negócio.