< Insights

Sustentabilidade Digital no ambiente corporativo: estratégias e impactos

  • Inovação e Gestão
  • Artigo

Em um mundo cada vez mais conectado e dependente de tecnologia, a sustentabilidade digital emerge como um conceito crucial para o futuro do nosso planeta e das próximas gerações. À medida que avançamos na era digital, a questão da sustentabilidade transcende os limites tradicionais do ambientalismo, estendendo-se ao reino virtual, onde o impacto das nossas ações digitais começa a ser sentido de maneira mais concreta e urgente.

Segundo o relatório Approaching the Age Of Performance elaborado pela AVEVA, as empresas estão cada vez mais comprometidas com essa prática, buscando infra estruturas responsáveis e incentivando projetos significativos para a cadeia produtiva​​. 

A sustentabilidade digital não apenas reduz a emissão de gases e o consumo de energia, mas também é reconhecida como crucial para 92% das empresas no combate às mudanças climáticas, com 83% priorizando fontes renováveis de energia​​. Esses esforços coletivos refletem um compromisso crescente com um futuro tecnológico mais verde e responsável. Neste artigo vamos falar mais sobre a importância das empresas terem essa consciência de sustentabilidade digital e como isso vai ser refletivo futuramente.

Histórico e conceito: O que é Sustentabilidade Digital?

A sustentabilidade, como conceito, ganhou destaque na década de 1980, visando harmonizar o desenvolvimento econômico, a proteção ambiental e a equidade social. Já a sustentabilidade digital começou a ganhar forma à medida que a sociedade se tornou mais consciente do impacto ambiental do setor de tecnologia, particularmente nas décadas de 1990 e 2000. Conforme as preocupações com o consumo de energia, e-waste e emissões de carbono cresceram, empresas e governos começaram a implementar políticas e práticas para reduzir esses impactos.

A sustentabilidade digital refere-se à prática de projetar, implementar e usar a tecnologia de maneira a apoiar a saúde e o bem-estar do meio ambiente, da sociedade e das economias. Isso envolve uma abordagem consciente e responsável no desenvolvimento e na utilização de sistemas digitais, com o objetivo de minimizar os impactos negativos sobre o ambiente natural e humano, enquanto maximiza os benefícios positivos para o presente e o futuro.

O conceito se estende por várias dimensões, desde a redução do consumo de energia e a gestão de resíduos eletrônicos até a promoção da inclusão digital e a criação de economias mais resilientes e sustentáveis, além da eficiência energética em data centers tornaram-se cada vez mais comuns, marcando a evolução contínua da sustentabilidade no domínio digital.

Por que é importante?

A importância da sustentabilidade digital é multifacetada. Em primeiro lugar, há um impacto ambiental direto. O setor de TI é um dos que mais consomem energia no mundo, e os resíduos eletrônicos representam uma fonte significativa de poluição. À medida que mais pessoas e serviços migram para o digital, a demanda por energia e recursos aumenta, assim como a produção de resíduos. Adotar práticas sustentáveis ajuda a mitigar esses efeitos, preservando recursos naturais e reduzindo a poluição.

Do ponto de vista social, a sustentabilidade digital promove a inclusão e o acesso equitativo às tecnologias. Isso significa criar oportunidades para que todos se beneficiem dos avanços digitais, sem ampliar a divisão digital ou perpetuar desigualdades.

Economicamente, as práticas sustentáveis podem levar a operações mais eficientes e a uma melhor gestão de riscos, resultando em economias de custo a longo prazo e na criação de novas oportunidades de mercado. Empresas que adotam essas estratégias muitas vezes se encontram à frente da inovação, atraindo investimentos e consumidores conscientes.

Para nós é difícil imaginar que um email ou manter uma rede de sistemas e programas no ar pode ser poluente. Manter sistemas online requer equipamentos que consomem muita eletricidade e precisam de controle de temperatura. De acordo com o pesquisador Mike Berners-Lee, especialista em pegada de carbono, já em 2010, os data centers foram responsáveis por 130 milhões de toneladas de CO2e na atmosfera, isso equivale a 0,25% do total global na época. 

E impressionando mais ainda, em 2015, as pesquisas no Google, por exemplo, atividade básica em nosso dia a dia, resultaram em 40% das emissões de dióxido de carbono relacionadas à internet. O que podemos concluir disso tudo é que o uso da internet impacta diretamente os efeitos climáticos naturais, por menos óbvio que seja. 

Quais os benefícios em adquirir a sustentabilidade digital?

Adotar a sustentabilidade digital traz benefícios significativos para as empresas, incluindo economia de custos por meio de maior eficiência energética, melhoria da reputação e imagem de marca, atração de clientes e investidores conscientes, cumprimento de regulamentações e normas ambientais, e contribuição para a inovação e o desenvolvimento sustentável. Confira os detalhes:

Economia de custos

Implementar práticas sustentáveis, como eficiência energética e gerenciamento de resíduos, pode resultar em economias significativas nos custos operacionais.

Reputação melhorada

Adotar a sustentabilidade digital melhora a imagem pública da empresa, atraindo clientes e parceiros que valorizam a responsabilidade ambiental.

Atração de investimentos

Investidores estão cada vez mais buscando empresas com compromissos sustentáveis, visando riscos reduzidos e retorno a longo prazo.

Cumprimento de regulações

As empresas evitam penalidades e se mantêm competitivas ao aderir às crescentes regulamentações ambientais.

Inovação e liderança

Práticas sustentáveis podem estimular a inovação, levando ao desenvolvimento de novos produtos e serviços.

Satisfação do cliente

Consumidores conscientes tendem a preferir empresas com práticas sustentáveis, aumentando a fidelidade e satisfação do cliente.

Gestão de riscos

A sustentabilidade digital ajuda a identificar e gerenciar riscos ambientais e sociais, protegendo a empresa contra eventos adversos.

ESG e a Sustentabilidade Digital

ESG (Environmental, Social and Governance) é um conjunto de critérios usados para avaliar o desempenho sustentável e ético de uma empresa. A relação entre ESG e sustentabilidade digital reflete uma mudança fundamental no universo corporativo.

Antes vistas como luxo, práticas ambientais e éticas agora são mandatórias, com empresas provando seus impactos positivos através de dados e métricas auditáveis​​. A sustentabilidade digital, como parte da vertente ambiental do ESG, foca em práticas tecnológicas que minimizem o impacto ambiental, promovendo eficiência energética e gestão de resíduos. Além disso, apoia a inclusão social e a governança corporativa ética, garantindo que as inovações tecnológicas avancem de forma responsável e beneficiem todas as partes interessadas.

A adoção dessas práticas não só responde a demandas de investidores e consumidores, como vimos nos benefícios acima, mas também alinha negócios com responsabilidade ambiental e social. Segundo a Forbes, um estudo realizado pelo Instituto Akatu e a GlobeScan mostrou que no Brasil mais de 70% dos consumidores esperam que as empresas não agridam o meio ambiente e mais de 60% querem que as empresas estabeleçam metas para tornar o mundo melhor, evidenciando a crescente importância de políticas sustentáveis em decisões de compra​​.

Transformação Digital e a Sustentabilidade Digital

A transformação digital é uma revolução contínua que permeia todos os aspectos dos negócios, desde operações internas até a interação com os clientes. Ela envolve a adoção de tecnologias avançadas como a inteligência artificial, big data e a Internet das Coisas (IoT), mudando a maneira como as empresas funcionam, criam valor e se diferenciam no mercado. Este movimento em direção ao digital tem o potencial de trazer eficiências sem precedentes e abrir novos caminhos para a inovação.

No entanto, à medida que as organizações se tornam cada vez mais dependentes da tecnologia, surge a necessidade de considerar o impacto ambiental dessa transformação. A sustentabilidade digital surge como uma resposta a essa preocupação, buscando garantir que o avanço tecnológico ocorra de maneira responsável e consciente. 

A relação entre transformação digital e sustentabilidade digital é, portanto, intrínseca. Uma não pode existir de forma eficaz e responsável sem a outra. À medida que as empresas continuam a evoluir digitalmente, a integração de práticas sustentáveis torna-se fundamental para mitigar os impactos ambientais negativos.

Tecnologia Verde

Tecnologia verde, ou "green tech", refere-se a tecnologias sustentáveis e práticas projetadas para reduzir ou eliminar impactos negativos ao meio ambiente. Ela abrange um amplo espectro de inovações, desde fontes de energia renovável e eficiência energética até materiais sustentáveis e soluções para a gestão de resíduos, visando um futuro mais sustentável e responsável.

A médio e longo prazo, a pressão vem forte para que as empresas reduzam rapidamente suas emissões de carbono, enquanto valorizam aquelas que são pioneiras nesses esforços, já que, somente o Brasil é o 5º maior produtor de lixo eletrônico no mundo, sendo responsável por mais de 2 milhões de toneladas.

Como aplicar a Sustentabilidade Digital?

Com toda essa pressão em cima das empresas, a Approaching the Age Of Performance, relatou que 89% das organizações entrevistadas estão comprometidas a combater os efeitos das mudanças climáticas. Para isso, preparamos um passo a passo de como incorporar a sustentabilidade digital na sua empresa. 

Avaliação de impacto e planejamento estratégico

Compreender o impacto ambiental, econômico e social das operações digitais atuais e integrar a sustentabilidade digital no planejamento estratégico​​.

Redução de emissões de carbono

Estabelecer metas de redução de emissões, monitorar as emissões de carbono geradas e buscar maneiras de diminuí-las​​.

Uso de energias renováveis

Transição para fontes de energia renováveis, como solar e eólica, para alimentar infraestruturas digitais e reduzir a pegada de carbono​​.

Otimização de infraestrutura

Modernizar a infraestrutura para torná-la mais eficiente, incluindo a adoção de centros de dados que utilizem energias renováveis e a implementação de soluções tecnológicas eficientes​​.

Treinamento e conscientização

Investir na educação dos colaboradores sobre o impacto ambiental das atividades digitais e promover a compreensão dos princípios da sustentabilidade digital​​.

Promoção da economia compartilhada

Incentivar práticas de economia compartilhada, onde recursos e serviços digitais são compartilhados, maximizando a utilização e reduzindo o desperdício​​.

Descarte responsável de lixo eletrônico

Implementar políticas para o descarte apropriado de equipamentos eletrônicos e lixo eletrônico​​.

Essas são as ações que não só reduzem o impacto ambiental das operações digitais, mas também estão alinhadas em oferecer benefícios como eficiência operacional, melhoria da reputação da marca e alinhamento com as expectativas dos consumidores mais conscientes em relação ao meio ambiente.

Cases de Sustentabilidade Digital

Além da preocupação com investidores que estão olhando como as empresas lidam com a questão da sustentabilidade digital, o relatório “Construindo Nosso Futuro”, realizado pela Eureca em parceria com a Davos Lab, confirma a cobrança citada acima sobre os consumidores escolherem marcas que se posicionam e se preocupam com a sustentabilidade. Segundo eles, 84,9% dos jovens desejam que tanto as organizações privadas quanto as públicas devem assumir a responsabilidade por padrões de ética sociais, ambientais, de governança e de tecnologia.

Com tanta pressão e conscientização, não foi atoa que algumas empresas se movimentaram e já apresentaram ações de sustentabilidade digital.

Confira a lista de empresas e suas ações segundo a Forbes:

  • Natura: Comprometida em zerar suas emissões de gases até 2030 e ativa na preservação da Amazônia​​.
  • Boticário: Destaca-se em reciclagem e desenvolvimento sustentável, com metas para solucionar 150% dos resíduos gerados​​.
  • Ambev: Foca na utilização inteligente de água e tem a menor taxa de uso por litro de cerveja no setor​​.
  • Unilever: Adota um plano de sustentabilidade que se estende a fornecedores e clientes, buscando reduzir a emissão de gases​​.
  • Ypê: Criou uma área exclusiva para cuidar da sustentabilidade e impacto social de suas ações​​.
  • Nestlé: Tem metas para práticas regenerativas, reciclagem de plástico e conservação da floresta Amazônica​​.
  • Petrobrás: Busca reduzir emissões de gases poluentes e investe em tecnologias inovadoras como usinas eólicas​​.
  • Banco do Brasil: Investe em tecnologias sustentáveis e favorece empresas comprometidas com a preservação ambiental​​.
  • P&G: Estabeleceu metas de zero emissões líquidas de gases de efeito estufa e um plano de ação para a transição climática​​.
  • Coca-Cola: Lançou uma campanha de sustentabilidade, visando reciclar 100% das embalagens e devolver toda a água utilizada​​.

A incorporação da sustentabilidade digital é mais do que uma tendência; é uma necessidade imperativa para empresas que desejam prosperar em uma economia global consciente. As organizações líderes já estão pavimentando o caminho, mostrando que a integração de práticas sustentáveis não só beneficia o meio ambiente, mas também fortalece a posição no mercado, melhora a eficiência operacional e impulsiona a inovação. 

Ao priorizar a sustentabilidade digital, as empresas não apenas contribuem para um mundo melhor, mas também se preparam para o sucesso em um futuro onde negócios e responsabilidade andam de mãos dadas. Se a sua empresa está neste momento, veja as soluções de governança que a Objective oferece para te auxiliar nessa jornada. 

Insights do nosso time

Obtenha insights do nosso time de especialistas sobre metodologias de desenvolvimento de software, linguagens, tecnologia e muito mais para apoiar o seu time na operação e estratégia de negócio.