< Insights

Merit Money: competição, colaboração ou reconhecimento?

  • Inovação e Gestão

Confira a palestra realizada no Agile Trends, com a experiência da empresa Serpro no uso do Merit Money em equipes de desenvolvimento. Vale a pena?

Costumamos ver um foco e esforço imenso em sistemas tradicionais de bater metas. Isso soa normal para você?

Usar metas não é algo a ser recriminado, mas o como se deve aplicá-las é a questão da vez. Se por acaso a meta de uma equipe comercial era vender um número 30 e eles venderam 29, significa que não atingiram a meta, certo?

Segundo a palestra da Márcia Gomes, analista de sistemas na Serpro, “as recompensas frequentes com constância acabam nos deixando viciados”. Então todos os anos os colaboradores esperam suas recompensas. Eles querem ser promovidos e/ou reconhecidos, e quando isso não ocorre gera uma frustração no funcionário.

Nesse momento começam as competições, onde as pessoas sempre olham apenas para si próprias, focando nos objetivos quantitativos para justificar a sua promoção e conquistá-la.

É assim que funciona o sistema. Mas, e como fica a questão humana?

Os sistemas tradicionais não tratam outros aspectos importantes, como a relação e convivência harmoniosa entre as pessoas! Afinal, uma empresa só tem um CNPJ por conta de um conjunto de CPFs, certo?

Se sempre estamos focados em métricas e indicadores e isso se torna cada vez mais individual, o engajamento e pensamento em conjunto vão por água abaixo.

São raras as vezes em que os colaboradores pensam em ajudar outras equipes ou funcionários.

Mas antes de entrar em detalhes, vamos entender melhor o que é o Merit Money e o que ele pode agregar nas empresas.

O que é o Merit Money?

Ele é um sistema que simplesmente prega seis regras para a recompensa. Que tal implantá-las na sua empresa o quanto antes e avaliar os resultados?

São elas:

  •         NÃO PROMETER RECOMPENSAS COM ANTECEDÊNCIA
  •         RECOMPENSAR PARES E NÃO SUBORDINADOS (sair do método em que o chefe dá  a recompensa)
  •         RECOMPENSAR COMPORTAMENTO E NÃO RESULTADOS
  •         MANTER RECOMPENSAS ANTECIPADAS PEQUENAS (não esperam mais o ano inteiro para ganhar algum resultado)
  •         RECOMPENSAR DE FORMA PÚBLICA E NÃO PRIVADA
  •         RECOMPENSAS DEVEM TER CONSTÂNCIAS NÃO OCORRENDO APENAS UMA VEZ

Como o Merit Money vai ajudar a sua empresa?

Merit Money nada mais é do que recompensar as pessoas sem destruir sua motivação.

Ainda nos sistemas atuais, os modelos de recompensas reforçam o reconhecimento através de um desempenho imaginado ao invés de méritos reais, causando impactos bastante negativos na motivação dos colaboradores.

A implantação do Merit Money na Serpro

Na palestra, Márcia Gomes explica como o Merit Money foi aplicado na Serpro. Um estudo de caso que vale a pena ser analisado.

Eles implantaram esse novo sistema com três equipes de desenvolvimento, em que cada um contém cerca de 30 pessoas.

Desenvolveram uma ferramenta com visão gerencial de todos os pontos e o que as pessoas recebiam por cada atividade pontuada.

Por fim, o time entrava no sistema para dar a pontuação para os outros colaboradores e respondiam o motivo pelo qual aquela pessoa recebeu tal pontuação. Aqui, a periodicidade e quantidade é customizada de acordo com cada empresa.

Pontos a serem observados e aprendidos com este case

A competição foi o que predominou. Um sistema que era para gerar colaboração virou competição. Mas por qual motivo isso aconteceu? Márcia separou algumas frases citadas pelos próprios colaboradores.

“Vou deixar essas pessoas pra traz porque eu preciso de moeda”. Neste caso o colaborador só queria saber se estava ganhando moeda, o foco era esse.

“Estão inventando coisas pra gente fazer”. Normalmente, os mais velhos de casa são resistentes a mudanças e se recusaram a aderir ao novo sistema.

“O colaborador já deu o treinamento e quando foi no sistema não tinha nenhuma moeda”. A cobrança era instantânea, porque os funcionários só realizavam determinadas funções pensando nas moedas e pontuações que seriam ganhas.  

Conclusão com a primeira equipe

Após alguns meses e análises sobre os feedbacks e resultados obtidos, a análise que mais se destacou foi a seguinte:

Quando se tem membros na empresa que já nascem com a competitividade na veia é difícil implantar o Merit Money. A seguir, a palestrante apresentou mais alguns pontos percebidos:

  •         Quando nem todos compram a ideia
  •         A grande diferença de perfis (idade, tempo de casa, técnico, etc)
  •         Atividades diferenciadas (você só consegue “premiar” com moedas e pontuações para aquilo que você conhece. Quando é algo diferente, que sai do conhecimento, os colaboradores não sabem o valor que tem e não conseguem mensurar isso)
  •         Nem todos sabiam o que os outros faziam

Entre os aprendizados que a empresa conquistou com esse sistema tinha motivação para mostrar resultado.

Conclusão com a segunda equipe

A aplicação do Merit Money para a segunda equipe já pode mostrar outras análises, segundo a palestrante.

Nesse time, a colaboração foi predominante, ou seja, um dos objetivos foi conquistado.

Além disso, os colaboradores informaram que gostavam de receber os feedbacks constantes e perceber o que realmente era valorizado pela equipe. Mais um resultado do Merit Money.

Mesmo com feedbacks negativos em relação ao programa, como podemos ver abaixo a dificuldade apontada:

  •         Falta de clareza do propósito: os colaboradores não entenderam a ferramenta
  •         O time não comprou a ideia por falta de envolvimento na criação das regras, foi algo já imposto
  •         Falta de acompanhamento e incentivo por parte da gestão do time

Terceiro e último: o caso de sucesso

Terceiro time = Reconhecimento

Com a aplicação na última equipe, a Serpro realmente conseguiu o reconhecimento pelo Merit Money. Considerado um case de sucesso, os próprios colaboradores apresentaram muitos pontos positivos, entre eles:

  •         Todos alinhados e as pessoas entenderam o propósito, não teve dúvida
  •         A equipe se garantiu e se esforçou (gosta de inovação, ideias, etc), estavam ansiosas para experimentar logo!
  •         A equipe fez reuniões para definir as regras do Merit Money
  •         O chefe queria participar também, então a própria equipe se reuniu e mudou as regras para alcançar esse objetivo
  •         Conseguiram fazer retrospectivas sobre o uso e ajustavam as coisas a cada três meses melhorando as funcionalidades

Porém, mesmo com as lições aprendidas nas equipes anteriores, esse “case de sucesso” deixou passar um problema despercebido e, apesar de ter uma equipe motivada, inovadora, com propósitos claros, faltou o principal… a recompensa.  

Até o momento eles se mantêm utilizando e, por enquanto, não receberam nenhuma recompensa. Mas, de qualquer forma, a lição passada e aprendida nessa palestra é de que cada caso é um caso isolado.

Continuamos com aquela famosa frase que você já está cansado de ouvir: “depende do contexto” e sim! Aqui temos o caso de três diferentes equipes que podem mostrar como muda e interfere no resultado.

Vale a pena tentar na sua empresa e motivar os funcionários? É essa análise que deixamos em suas mãos. um dica é lembrar de fazer testes isolados e obter feedbacks de cada equipe antes de aplicar na empresa por completo.

Insights do nosso time

Obtenha insights do nosso time de especialistas sobre metodologias de desenvolvimento de software, linguagens, tecnologia e muito mais para apoiar o seu time na operação e estratégia de negócio.