< Insights

Open Insurance: desafios e oportunidades para seguradoras

  • Transformação Digital
  • Artigo

A chegada do Open Insurance traz desafios para as seguradoras em relação ao avanço da transformação digital, mas também representa uma oportunidade para o setor inovar e crescer ainda mais nos próximos anos. Isso porque, um dos objetivos desse projeto é aumentar a visibilidade das apólices, assim como gerar insights para o mercado de seguros através de dados compartilhados.

Neste artigo, você vai conferir como as companhias podem aproveitar da implementação do Open Insurance para modernizar seus processos, serviços e produtos — e tudo com ajuda de parceiros para transformar digitalmente os negócios. Continue sua leitura para conferir todos os detalhes!

Open Innovation: o futuro finalmente chegou?

Para entender melhor o Open Insurance e seu funcionamento para as seguradoras modernas, é importante compreender o contexto em que ele está inserido.  Nesse sentido, a ideia central das ferramentas de transformação digital é criar serviços e produtos totalmente novos — baseados em dados e informações coletadas no decorrer do tempo pelas organizações.

Open Innovation é um termo relativamente recente para as companhias brasileiras, realmente. Mas saiba que já está ajudando empresas a adotarem as melhores práticas, ideias externas e novas tecnologias. Tal postura permite o acesso das suas próprias inovações para uso prático por outros agentes do mercado (da mesma maneira como acontece também com as APIs).

O processo de Open Innovation pode ser aplicado de diversas formas, desde o estabelecimento de parcerias e acordos de licenciamento de produtos de software, até mesmo durante a aquisição ou a fusão com outras empresas. Entre as práticas, ele pode envolver, principalmente, a criação de plataformas abertas para o desenvolvimento e oferecimento de produtos e serviços.

Uma das modificações mais recentes, que vem chamando bastante atenção (e que está trazendo diversas mudanças), é o Open Banking. A ideia do recurso é permitir que as instituições possam se desenvolver baseados nos dados de clientes de outras organizações financeiras, desde que sejam devidamente autorizados.

Especialistas afirmam que a prática deve aumentar a concorrência, melhorando a oferta para o consumidor final e possibilitando melhor alocação de recursos para as instituições. Dessa forma, o mercado fica mais competitivo e seus participantes são obrigados a melhorar suas ofertas continuamente (já que agora as organizações têm acesso aos produtos e serviços contratados por cada pessoa e suas respectivas instituições).

Entre as principais vantagens do Open Innovation para as organizações, encontramos:

  • mais facilidade para inovação;
  • redução dos custos;
  • melhoria da experiência do usuário;
  • maior transparência nas relações comerciais.

O que é Open Insurance?

Open Insurance é um projeto de sistema integrado entre seguradoras para compartilhamento de dados. Essa iniciativa, em desenvolvimento pela Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), tem como objetivo gerar inovação no mercado de seguros e a personalização das ofertas através da experiência do consumidor. Além disso, busca promover livre concorrência e centralizar a jornada de compra do usuário.

Open Insurance é uma das práticas que mais está ganhando força nos últimos anos e tem recebido bastante atenção das seguradoras do mundo inteiro. A abordagem consiste na criação de um mercado mais aberto para inovações no setor, o que permite que startups e outras empresas desenvolvam produtos e serviços disruptivos nessa área.

Ao oferecer e implementar serviços e produtos por meio do Open Insurance, as seguradoras podem começar a oferecer variedades mais flexíveis e personalizadas para os seus clientes, além de facilitar o processo de inovação e transformação digital na própria organização.

Como começar a aplicar o Open Insurance em minha empresa?

Para começar a aplicar o Open Insurance, as seguradoras devem adaptar suas bases de dados para serem acessadas pela iniciativa. Com isso, utilizar de tecnologias como Computação em Nuvem, Inteligência Artificial e Machine Learning para acelerar e automatizar os processos. Para isso, é preciso ter domínio técnico desses recursos e ferramentas que serão utilizados a partir dali, de maneira contínua.

Além disso, é importante garantir a confidencialidade dos dados que foram manipulados e proteger as informações sensíveis dos consumidores. Logo, a segurança de dados contra ataques cibernéticos deve ser uma das preocupações das seguradoras. Nesse sentido, práticas de DevSecOps se tornam essenciais na era digital.

Quais as oportunidades do Open Insurance para as seguradoras?

Para as companhias de seguros, uma das principais vantagens de implementar o Open Insurance é a redução dos custos operacionais, uma vez que essas empresas terão acesso às mesmas ferramentas e tecnologias.

Ou seja, o desenvolvimento e a implementação de qualquer funcionalidade em um sistema terá custos reduzidos.

Muito disso se deve ao fato de que o Open Insurance está baseado em tecnologias de Open Source, o que possibilita economizar muito em relação a licenciamentos de software, recursos humanos especializados e outros custos associados.

Outra vantagem é que o modelo permite maior flexibilidade: seus produtos podem ser criados e adaptados para atender às necessidades específicas de cada cliente nesse sistema. Esse detalhe promove mais personalização e relevância para o segurado, vantagem semelhante ao que já está acontecendo no Open Banking.

Por fim, o Open Insurance também oferece mais transparência nas operações e nas apólices cedidas pelas seguradoras. Isso acontece porque esse sistema permite que essas empresas compartilhem informações mais detalhadas e de maneira confiável sobre suas atividades com as agências reguladoras e demais stakeholders do negócio.

As companhias de seguros ainda podem utilizar o Open Insurance como uma plataforma para divulgação de novos serviços ou produtos — e até mesmo pesquisas de mercado direcionadas para um público específico. Também é possível interagir diretamente com os clientes por meio dela, ouvindo suas opiniões e dúvidas.

Como vimos, o Open Insurance é uma das práticas que atualmente mais envolvem a transformação digital das empresas de seguros e que estão em processo de modernização. O uso dessa ferramenta facilita a prestação de serviços, compartilhamento e segurança dos dados coletados pelas companhias. Buscar por uma parceria especializada pode ajudar bastante a superar os desafios encontrados durante o processo de implementação e garantir que os investimentos nessa área sejam melhor alocados.

Que tal começar a aproveitar agora mesmo as vantagens trazidas pela tecnologia da informação em sua empresa? Entre em contato com os consultores da Objective e comece a se preparar para as mudanças!

Insights do nosso time

Obtenha insights do nosso time de especialistas sobre metodologias de desenvolvimento de software, linguagens, tecnologia e muito mais para apoiar o seu time na operação e estratégia de negócio.