< Insights

API: a relação entre a integração de sistemas e a transformação digital do mercado de seguros

  • Transformação Digital
  • Artigo

A tecnologia proporciona novas formas de se conectar no mercado de seguros. Nesse sentido, a transformação digital tem sido o principal foco desse setor, porque entrega novas possibilidades de interação com clientes, fornecedores, parceiros, sistemas e dados. Desse modo, a utilização de integrações de sistemas (API) tem se mostrado peça chave para a evolução das seguradoras e corretoras de seguros. 

Nesse artigo, você entende a importância dos APIs e seu papel na transformação digital do setor.

O que é API e como ele funciona?

O API (Application Programming Interface) é um conjunto de normas e protocolos padrões que possibilita a integração de sistemas. Essa tecnologia conecta plataformas distintas de forma simples e ágil e permite a comunicação entre diferentes produtos, serviços e estruturas. 

Esse mecanismo funciona a partir de um conjunto de definições padrões que permite a comunicação entre dois componentes de software. Um exemplo disso é o próprio serviço de streaming, que pode ser acessado pelo navegador, desktop ou aplicativo de celular. 

Esses diferentes canais podem ter sido feitos em linguagens, protocolos e redes diversas, mas com auxílio do API, é possível integrar a comunicação e entregar uma experiência completa ao usuário final.

As vantagens de utilizar APIs

  • Reduz custos
  • Elimina restrições de arquiteturas internas
  • Amplia a segurança nos serviços e microsserviços
  • Facilita a comunicação entre plataformas
  • Torna os produtos e serviços escaláveis

Integração de Sistemas (API) e a transformação digital no mercado de seguros

As seguradoras e as corretoras de seguros ainda tem dificuldades na implementação do API, mas já entendem sua importância para o desenvolvimento dos negócios. Essa tecnologia que faz a integração de sistemas reflete na jornada do cliente e também no compartilhamento de conhecimento do setor.

A experiência do usuário e a utilização de APIs

A transformação digital elevou a régua de exigência dos usuários e a competitividade entre as empresas. Novas tecnologias têm possibilitado que seguradoras e corretoras de seguros se destaquem no mercado através da unificação de canais e da simplificação da jornada de compra. 

A experiência do usuário é um dos focos para o mercado de seguros. Dessa forma, na jornada de compra é necessário oferecer continuidade, logo, o consumidor deve conseguir começar uma transição no desktop e finalizar no aplicativo de celular. Essa comunicação entre plataformas é uma das principais funções do API. 

A facilidade de aquisição de seguros e a personalização dos produtos são outros desafios do mercado. Isso porque, o processo de compra no setor ainda é burocrático e demorado. Além disso, existem barreiras de adequação das ofertas às necessidades do consumidor. 

Esses desafios podem ser solucionados através da transformação digital e da utilização de integrações. Nesse sentido, o mercado de seguros pode otimizar seus processos para facilitar o acesso e a aquisição de seguros, assim como, personalizar suas ofertas às expectativas do consumidor.

APIs e Open Insurance

Um dos movimentos que reiteram a importância da transformação digital no mercado de seguros é o Open Insurance, sistema de compartilhamento de dados entre organizações credenciadas que visa ampliar o desenvolvimento de inovações de produtos e serviços no setor. 

Esse sistema, organizado pela Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), está sendo implementado ao longo dos próximos anos e o compartilhamento de dados será feito através da integração de sistemas (APIs). Por esse e outros motivos, o mercado de seguros deve ter como foco a transformação digital para os processos de compartilhamento de informações.

Parcerias estratégicas em projetos de integração (APIs)

A instabilidade econômica e a falta de previsibilidade dos negócios tem feito grandes empresas no mercado de seguros buscarem alternativas para inovar e expandir com segurança. Nesse sentido, a terceirização de projetos de integração é uma das opções mais vantajosas. 

Ao contratar um serviço terceirizado, é possível realizar os projetos de integração de sistemas com agilidade e resultados garantidos. Isso porque, esse serviço reduz esforço de contratação e treinamentos, custos com equipamentos e infraestrutura e possui gestão de riscos compartilhada. 

A contratação de equipes externas agrega novos conhecimentos ao time interno. Esse modelo, conhecido como Squad as a Service, atua como parceiro estratégico e ao mesmo tempo soluciona o déficit de profissionais na empresa. Além disso, garante produtividade e entregas consistentes. 

Logo, ao terceirizar a construção de um projeto integrador, a seguradora ou corretora de seguros tem previsibilidade de custo, assistência especializada, garantia de produtividade e utilização de tecnologias e metodologias ágeis no desenvolvimento da parceria. 

Ficou interessado em conhecer como equipes externas podem ajudar em projetos de integração de sistemas com expertise no mercado de seguros? Converse com nossos especialistas!

Insights do nosso time

Obtenha insights do nosso time de especialistas sobre metodologias de desenvolvimento de software, linguagens, tecnologia e muito mais para apoiar o seu time na operação e estratégia de negócio.