< Insights

O que é Infrastructure as Code (IAC)?

  • DevOps
  • Artigo

Você sabe o que é Infrastructure as a Code? Infrastructure as Code (IAC) é nada mais do que o gerenciamento e provisionamento da infraestrutura por meio de código, ou seja, utilização da automação, em vez de processos manuais. 

Basicamente, ela entrega uma infraestrutura ágil, utilizando uma codificação simples e objetiva, sem a necessidade de diversos passos e processos para se preparar um ambiente. Tudo isso sem perder o poder de controle, segurança, qualidade e disponibilidade.

Com o IAC, são criados arquivos de configuração que incluem as especificações da sua infraestrutura, o que auxilia a edição e a distribuição de configurações. Além disso, a Infraestrutura como código assegura o provisionamento do mesmo ambiente todas as vezes.

Quando se codifica e documenta todas essas especificações de configuração, o IAC ajuda no gerenciamento de configuração, o que torna mais fácil evitar alterações de configuração ad-hoc não documentadas.

Uma parte importante do IAC é o controle de versão. Os arquivos de configuração devem pertencer à fonte, assim como qualquer outro código-fonte de software. Quando se começa a usar o procedimento da infraestrutura como código, também é possível separá-la em módulos, que podem ser combinados de diversos jeitos por meio da automação.

Como funciona o IAC?

Essa metodologia pode ser aplicada tanto em recursos físicos, virtuais ou ainda como a Infraestrutura como código na computação em nuvem. Ela pode ser usada de maneira bem estratégica dentro de um planejamento de recursos tecnológicos. Usar “código”, para desenvolvedores de software, significa que no lugar de administradores de sistema, um dev pode fornecer e gerenciar os recursos tecnológicos de operações de qualquer coisa que ele esteja criando.

O IAC funciona automaticamente no provisionamento da infraestrutura, pois os desenvolvedores não irão precisar provisionar e gerenciar manualmente servidores, sistemas operacionais, armazenamentos e outros componentes que caracterizam a infraestrutura, sempre que criam e implantam uma aplicação. 

Pense que essa tecnologia é bem parecida aos scripts de programação que são usados para automatizar processos. Porém, no caso dos scripts, eles são usados para automatizar etapas de configuração que devem ser repetidas várias vezes em vários servidores.

A infraestrutura como código evoluiu para resolver o problema de descompasso de ambiente no pipeline de lançamento. Sem essa metodologia, as equipes precisam manter as configurações dos ambientes de implantação individual.

A importância é um princípio do IAC. Ele representa a propriedade que um comando de implantação sempre define o ambiente de destino na mesma configuração, evitando inconsistência entre ambientes que resultam em problemas durante as implantações. O Idempotência é obtido configurando automaticamente um destino existente ou descartando o destino existente, recriando um novo ambiente.

5 benefícios da infraestrutura como código

O provisionamento de infraestrutura sempre foi um processo manual, caro e demorado. Porém, agora, o gerenciamento de infraestrutura migrou do hardware físico em data centers, apesar de ainda ser um componente da sua organização, para virtualização, containers e cloud computing. 

O número de componentes de infraestrutura aumentou com a cloud computing, já que mais aplicações são colocadas em produção todos os dias e as infraestruturas precisam ser flexíveis para as constantes alterações, escalas e desativações. Nos dias atuais, não ter a implementação de uma prática IAC e gerenciar a escala da infraestrutura, fica cada vez mais complicado.

O IAC pode ajudar na organização do gerenciamento de necessidades de infraestrutura de TI, otimizando a consistência e diminuindo erros e a necessidade de configuração manual. Listamos alguns dos principais benefícios da IAC, confira:

Redução de custos;

● Aumento na velocidade das implantações;

● Redução de erros;

● Melhoria na consistência da infraestrutura;

● Eliminação de desvios de configuração.

No entanto, claro que há diversas ferramentas de gerenciamento de configuração e automação do servidor, que podem ser usadas para atingir a IAC. Veja algumas escolhas mais famosas:

● Chef;

● Puppet;

● Red Hat Ansible Automation Platform;

● Saltstack;

● Terraform;

● AWS CloudFormation,

Para que serve a infrastructure as code nas práticas de DevOps?

Qual é a importância do Devops infraestrutura como código? A IAC é uma parte essencial da implementação de práticas de DevOps e de integração e entrega contínuas (CI/CD). Ela alivia as funcionalidades realizadas pelos desenvolvedores, já que elimina a maior parte do trabalho de provisionamento. Dessa maneira, eles podem executar um script para preparar a infraestrutura.

Assim, as implantações de aplicações não ficam esperando pela infraestrutura e os administradores do sistema não precisam gerenciar processos de maneira manual e desperdiçando um longo tempo. A prática de CI/CD conta com o monitoramento e automação a longo prazo durante o ciclo de vida da aplicação, desde a junção e o teste até a entrega e a implantação.

Utilizando uma abordagem de DevOps, o alinhamento das equipes de desenvolvimento e de operações produzem menos erros, menos implantações manuais e menos inconsistências. O IAC ajuda a alinhar essas equipes de operação e desenvolvimento, já que ambas podem usar a mesma descrição da implantação de aplicações, compatível com a abordagem de DevOps.

Infrastructure as code: abordagem declarativa ou imperativa?

Existem dois tipos de Infraestrutura como código: a declarativa e a imperativa. A abordagem declarativa vai definir o estado desejado do sistema, incluindo os recursos necessários, as propriedades que eles precisam ter e uma ferramenta de IAC para configurá-lo. Esse tipo de abordagem de IAC também mantém uma lista do estado atual dos elementos do seu sistema, o que facilita o gerenciamento da desativação da infraestrutura.

Muitas das ferramentas de IAC, que usam a abordagem declarativa, provisionam automaticamente a infraestrutura desejada. Caso você altere o estado desejado, uma ferramenta de IAC declarativa aplicará as alterações para você. 

Já a abordagem imperativa, define os comandos específicos necessários para alcançar a configuração desejada. Estes comandos precisam ser executados na ordem correta depois. Ainda, com esse tipo de abordagem, ela exige que você saiba como as alterações deverão ser aplicadas. 

De qualquer maneira, as ferramentas de IAC, geralmente, funcionam nos dois tipos de abordagem explicados, mas costumam preferir apenas uma delas.

Agora que você entendeu mais sobre a Infrastructure as Code (IAC), conheça a Objective, a multinacional brasileira especialista no rompimento de barreiras tecnológicas e de negócios através de produtos digitais, serviços de consultoria, treinamento e desenvolvimento de software, focando na qualidade e na entrega, além de gerar valor para empresas em diversos setores do mercado.

Insights do nosso time

Obtenha insights do nosso time de especialistas sobre metodologias de desenvolvimento de software, linguagens, tecnologia e muito mais para apoiar o seu time na operação e estratégia de negócio.