< Insights

Inovação aberta: conheça as principais características, como implementar e os benefícios

  • Transformação Digital
  • Artigo

A transformação digital alterou completamente a estratégia organizacional das empresas nos últimos anos. Isso porque, novos modelos de gestão empresarial demonstraram-se efetivos diante das mudanças de mercado. Nesse sentido, a Inovação aberta, modelo defendido pelo pesquisador da Universidade de Harvard, Henry Chesbrough, ganhou destaque entre as empresas, que passaram a construir parcerias com agentes externos para inovação.

Nesse artigo, você conhece mais sobre Inovação aberta e dicas de como implementar esse modelo na sua empresa.

O que é Inovação Aberta?

Inovação aberta é um modelo de gestão empresarial que estabelece parcerias colaborativas com agentes externos para agregar conhecimento e desenvolver inovação. Esse processo conecta empresas e traz inovações disruptivas ao mercado.

Também conhecida como "Open Innovation", a Inovação aberta rompe as barreiras organizacionais entre as empresas.  Assim, se conectam com clientes, startups, fornecedores, institutos e órgãos públicos para construir projetos inovadores.

Inovação Aberta x Inovação Fechada

A Inovação Fechada é uma estratégia que restringe e limita o conhecimento e os recursos internamente como vantagem competitiva. Esse modelo perde na interação com o mercado, o que torna sua evolução limitada. Além disso, sua restrição aos recursos e colaboradores internos, compromete o desempenho e aumenta os custos para inovar.

Por outro lado, a Inovação aberta conecta conhecimentos diversos, compartilha desafios e gera oportunidades para os envolvidos. Esse modelo possibilita ampliar o alcance das empresas que passam a usufruir de tecnologias e métodos diversos.

Tipos de Inovação Aberta

Existem diferentes tipos de Inovação aberta, entre eles, três modalidade se destacam e direcionam o desenvolvimento da inovação. Conheça elas a seguir:

Inbound

O Inbound na Inovação aberta é a aquisição ou integração de conhecimento externo para aprimorar uma tecnologia interna. Essa modalidade entrega aos clientes maior valor e possibilidades com o produto ou serviço.

Outbound

Em Outbound, o conhecimento interno é compartilhado com um agente externo para o desenvolvimento e ampliação da ideia. Com isso, é possível agregar valor e colaboração para projetos que necessitam de mão-de-obra.

Coupled

O conceito de Coupled é a união de empresas para transmitir conhecimento e desenvolver inovação. Logo, essa modalidade inclui Inbound e Outbound, assim, ao mesmo tempo em que a empresa compartilha e absorve conhecimento, ela também colabora no desenvolvimento de projetos externos e vice-versa.

Baixe agora mesmo o e-book sobre cultura de inovação e o papel da liderança

Benefícios da Inovação Aberta

A inovação aberta traz diversos benefícios aos negócios. Entre eles, um maior retorno de investimento (ROI), ampliação do networking e agilidade na implementação de inovações. A seguir, mais algumas vantagens ao incluir o modelo de inovação aberta na sua empresa:

Redução de custos

Uma das características da Inovação aberta é a descentralização de ações e recursos. Logo, ao trabalhar em colaboração com agentes externos, as empresas ampliam suas possibilidades e conseguem investir de maneira ágil. Nesse sentido, deixam de restringir recursos em equipes e processos de pesquisa especializados que custam caro. 

Isso porque, os projetos são desenvolvidos em conjunto e as inovações podem vir tanto de dentro para fora, quanto de fora para dentro, assim como os recursos. Desse modo, a inovação aberta reduz e otimiza os custos, além de possibilitar resultados surpreendentes.

Redução de riscos

As inovações internas podem trazer diversos riscos ao seu negócio, isso porque,  elas estão restritas ao conhecimento da empresa e possuem, na maioria das vezes, altos custos.

Já a Inovação aberta possibilita uma ampla visão do mercado, diversidade de ideias e perspectivas de outros negócios. Assim, esse modelo traz dados mais precisos para tomada de decisão, o que contribui para reduzir os riscos aos negócios.

Expansão da marca

O posicionamento da marca é um dos fatores que alavancam sua expansão. Logo, ao apresentar um modelo de Inovação aberta, a empresa passa a ser reconhecida pelo mercado que vê esse modelo como um recurso muito valioso, porque ele viabiliza e otimiza processos, além de desenvolver soluções aprimoradas.

3 dicas para implementar a Inovação Aberta

Conheça agora três maneiras de implementar Inovação aberta na sua empresa:

Hackathon

O Hackathon é a junção de duas palavras em inglês: hack (programar) e marathon (maratona). Os Hackathons são eventos que podem durar dias e que promovem uma competição saudável dos participantes, com o intuito de estimular as habilidades e a criatividade para o desenvolvimento de soluções de cenários vivenciados pelas empresas.

Essa técnica colabora para a Inovação aberta porque incentiva a conexão dos colaboradores com agentes externos para troca e compartilhamento de ideias inovadoras.

Crowdsourcing

O Crowdsourcing é um tipo de concurso com premiação que tem o intuito de propor ideias, projetos e serviços para buscar soluções para as dores vivenciadas por uma determinada empresa. Após as soluções serem propostas, uma equipe realiza insights para implementar as otimizações em produtos ou serviços.

Cocriação

Essa talvez seja a maneira mais diferenciada para inovar. Na cocriação, os resultados financeiros são divididos por todos os envolvidos no projeto. Isso inclui empresas externas, profissionais que atuam na área, clientes e até mesmo fãs da empresa que contribuem para a inovação de um produto ou serviço.

Como os Squads externos podem impulsionar a inovação dos negócios?

O processo de expansão e inovação de grandes empresas começa com um planejamento estratégico bem definido. Entretanto, só a prática apresenta todos os desafios que o negócio precisa passar para alcançar novos espaços e mercados. 

A Inovação é feita por pessoas e guiada por dados, logo, ao expandir, a empresa precisa aumentar o número de colaboradores e trabalhar de forma ágil. Essa tarefa no mercado de TI não é fácil, dada a falta de profissionais qualificados e também a necessidade de um processo de integração interno até que os projetos sejam executados. 

Uma solução que muitas empresas utilizam como alternativa para impulsionar os negócios são os Squads Externos. Essas equipes multidisciplinares agregam conhecimento ao negócio e ao mesmo tempo entregam soluções inovadoras em conjunto com os times internos. Esse modelo permite que a empresa desenvolva as inovações que precisa para expandir e alcançar novos mercados. 

Quer entender como os Squads Externos podem potencializar seu negócio? Conheça o Case de Sucesso do Ebanx e saiba como eles aumentaram a produtividade e otimizaram seus processos ao agregar os Squads Ágeis da Objective ao seu time de desenvolvimento:

New call-to-action

Insights do nosso time

Obtenha insights do nosso time de especialistas sobre metodologias de desenvolvimento de software, linguagens, tecnologia e muito mais para apoiar o seu time na operação e estratégia de negócio.