< Insights

Comunicação – 7 exemplos do que se jamais deve dizer ou fazer

  • Metodologias

Tanto em âmbitos profissionais como não profissionais, de humanas ou exatas, a comunicação se faz presente. Seja de forma sutil ou exacerbada como um chefe histérico, a comunicação se faz presente.

Nos âmbitos gerenciais isso não é diferente. Seja no gerenciamento tradicional ou ágil como Kanban, XP, Scrum, a comunicação sempre será um dos principais pilares para o bom andamento de qualquer trabalho.

Como citado em um artigo interno do Banco Santander, “A maioria dos problemas internos de desempenho podem ser resolvidos com uma comunicação interna proativa e eficaz” e em um dos artigos de estudo de Harvard, “quanto mais o projeto avança, é essencial que todos se comuniquem” [tradução direta do artigo How to Communicate More Effectively in the Workplace, Harvard].

Nesse artigo serão abordadas 7 dicas de como evitar uma comunicação ineficiente encontrada em diversas Metodologias hoje utilizadas. Os descritivos são uma pequena, sarcástica e divertida lista com exemplos e diálogos do que não se deve fazer, separados da seguinte forma para todos os tópicos:

  • Dica do que fazer estará em negrito, no começo do texto e após a respectiva numeração.
    .
  • Em seguida um texto narrativo, sarcástico, irônico ou meramente exemplificando de forma negativa o que não se deve fazer, referente ao tema citado.
    .
  • “Em itálico, no formato de citação, estará um diálogo aleatório sobre o tema, também de forma sarcástica, irônica ou com um exemplo do que não fazer no âmbito de comunicação”
    .
  • *Comentário: estará em sublinhado, com um comentário e exemplo POSITIVO sobre o tema.

1 – Apresentações curtas, objetivas e visuais.

Extremamente importante encher uma apresentação com diversos slides, cheio de textos, poucos gráficos e discorrer detalhadamente o que está escrito ali!

“…[Slide 12] como podemos verificar no texto acima, temos as métricas do projeto…

…[Slide 27] e assim encerramos a parte das métricas. Foi o primeiro dos sete temas da reunião. Agora falaremos de prazos.”

Apresentações objetivas

Comentário: realmente, 27 slides para 1 tema é realmente demais. Um slide com imagens sem texto, bem explicado, pode resolver o problema. Uma comunicação limpa e clara é um dos principais pilares da agilidade.

2 – Reuniões diárias objetivas, focadas no processo e na solução.

Você é o responsável pelo projeto e por orientar o time. Então oriente-os a ouvi-lo e se você quiser transformar uma reunião de 15m em 1h, você pode!!!! E os temas da reunião e a comunicação são conduzidos por você, não é mesmo??

“…10:30: Iniciamos agora nossa Daily Meeting. Cada um fala em ordem. Pedro começa, como foi seu fim de semana?

…11:04: Cristina sua vez. Como estão as crianças?

… 12:00: Bom, agora que todos falaram sobre seu fim de semana, vamos dar uma olhada no primeiro entregável do projeto. Quem quer começar?”

Reuniões objectivas

Comentário: as reuniões diárias são curtas e objetivas, sejam elas Daily Meeting do Scrum ou Stand-Ups do Kanban, não extrapolando os 15min sugeridos em seus Frameworks. Durante essas reuniões, o time se reúne e passa pelos tickets em aberto, levanta o problema, busca uma solução imediata ou algum apoio dentre os presentes, resolve-se os pontos de atenção e passa para o próximo. Se não houve mudanças, siga para o próximo tema.

3 – Segurança na negociação

O cliente tem sempre razão! Todos já ouvimos falar isso e não há nada de errado. Se você precisava de 1 ano mas negociou uma entrega maior em 6 meses, não se preocupe pois com certeza você tem um ótimo time para efetuar essa entrega!!

“…[Cliente] Certo, o escopo foi definido. Mas eu precisaria reduzir a entrega do projeto de 1 ano para 9 meses. Seu time atual consegue entregar?

…[Você] Preciso verificar mas acredito que precisaremos aumentar o time ou redefinir a estratégia e a data do primeiro entregável.

…[Cliente] Mas aumentar o time custará mais caro. Não posso aumentar o budget.

…[Você] Então entregaremos!

…[Cliente] Mas você acabou de informar que não conseguiria?

…[Você] Falei??”

Segurança na negociação

Comentário: a transparência e o senso analítico se fazem necessários na clássica situação de um cliente que quer receber o produto antes, não pagar mais e ter a mesma qualidade.

O mundo perfeito em softwares (barato, rápido e de altíssima qualidade) é o sonho de qualquer cliente, porém sabemos das dificuldades de se chegar nesse nível de excelência. O ágil prega a colaboração com o cliente e é papel de quem está à frente da negociação fazer isso da melhor forma. Alinhar apenas um entregável, renegociar o custo ou o prazo, etc. Mas nunca sacrificando o time ou a qualidade do entregável.

4 – Emails objetivos, claros e com contato para esclarecimento de possíveis dúvidas.

Documentar uma reunião e descrever detalhadamente o que ocorreu é papel de quem está à frente do projeto, certo? Enviar tudo para todos os participantes e os não participantes é crucial para manter o time alinhado! E não economize nas palavras!!!

“…[Gerente] Carlos, você efetuou as anotações de nossa daily de 1h atrás?

…[Carlos] Sim, já mandei para seu email com o título Súmula Daily. E verifiquei que você já abriu. Sou muito ágil!

…[Gerente] Era um email de duas páginas e com 5 anexos? Foi uma reunião de 10 minutos cronometrados.

…[Carlos] Também sou muito detalhista!”

Falha na comunicação

Comentário:  Nem todas as reuniões necessitam de email. No exemplo acima, a reunião diária, seria uma delas. Seja no Scrum ou Kanban, é pregado objetividade, clareza e assertividade.

Às vezes o inverso acontece e reuniões longas podem ser facilmente resolvidas com um email simples e objetivo, trazendo os pontos discutidos nessa reunião. Em outras situações, ferramentas de comunicação rápida como Skype ou Slack, por exemplo, podem resolver situações para evitar a necessidade de um email.

5 – Entenda os entregáveis com o time e seja transparente na comunicação com o Cliente.

Um projeto passa por problemas, sempre. Porém, é necessário manter a calma e esconder certas coisas do cliente e do time!!

“…[Reunião de Review com o Time] Pessoal, o primeiro entregável apresentou 28 bugs, estamos atrasados 2 semanas, perdemos 3 dos 6 Devs. Trouxe uns palitinhos pra sortear quem trabalhará no fim de semana. Quem começa?

…[Reunião com o Cliente] – Cliente: como está o projeto?

[Você] – Está tudo ótimo 😀 !!!”

transparência na comunicação

Comentário: um problema como o apresentado é um claro exemplo de comunicação falha. Com o time, deve-se ter cuidado nas notícias e dá-las de forma gradativa. Explicar a perda de membros do time, quando isso ocorre e montar um plano de ação.

Com o cliente, a falta de transparência vai de confronto com as práticas do ágil. O cliente deve saber a real situação, mas deve ser tranquilizado com um bom plano de ação para resolver os problemas.

6 – Feedback construtivo, respeitoso, apontando pontos de melhoria ao invés de problemas e enaltecendo qualidades.

O processo de feedback com o time pode ser algo ágil ou “não-ágil”. Depende de quantos problemas você quer falar sobre sua equipe, quantos você está disposto a ouvir e como você vai puxar o saco de alguém para mantê-lo no time!

“…[Gerente] Carlos, iniciaremos seu feedback agora. Você está conosco a um bom tempo. Nesse último projeto você entregou 10 atividades mas 1 apresentou erro ao subir em produção.

[Carlos] Sim, foi um pequeno bug que está em correção.

[Gerente] PORRA CARLOS, TU QUER ME FUDER!

[Carlos]….. Que gravata linda chefe! Andou malhando?”

Feedback negativo

Comentário: feedback é algo delicado, onde se deve agir com transparência, e calma, seja de quem passa ou de quem recebe.

Enumere os pontos positivos e chame os pontos negativos de pontos a melhorar, monte ou traga pronto um plano de ação para os pontos a melhorar e também peça a opinião do outro sobre o assunto. São cruciais a transparência e o respeito, pois aí não caberá ofensas nem situações de “puxa-saquismo”.

7 – Multiplique conhecimento dos times de DEV, converse e dissemine as boas práticas de sua equipe com as demais equipes.

Se seu time possui múltiplas habilidades e você possui um elevado nível de conhecimentos, multiplique-os. Mas apenas entre seu time, afinal você não quer ninguém melhor que você roubando seu projeto ou não dependendo de você, correto?

Comunicação Não-Ágil

Comentário: dois times executando  a mesma ideia de melhoria só demonstra uma falta de comunicação, como expressado pela reação do chefe. Times podem se conversar, se ajudar e crescer junto. O que não lhe compete, não usa. O que lhe compete, melhore.

Ajudar outros times a crescer só mostrará o elevado grau de maturidade de seu time. E não precisa de reuniões de alinhamento para isso, basta um café, uma mensagem ou mesmo um convite para participar de uma das reuniões/cerimônias.

Conclusão

Chegamos ao final do artigo, onde espero que tenha ficado clara a importância da comunicação dentro das cerimônias e situações do meio ágil. Se faz sempre necessária a calma para resolver situações problemáticas e não é vergonha alguma pedir ajuda. Um bom líder, coach ou mesmo desenvolvedor é aquele que sabe de seus deficits e pede ajuda.

Comunicação, assim como conhecimento técnico, é uma skill necessária, desde a forma que se apresenta um slide até os comentários em uma linha de código. Trata-se de uma skill em constante aperfeiçoamento e se deve tomar cuidado para não cair nas situações problemas que uma comunicação ruim pode lhe causar.

Insights do nosso time

Obtenha insights do nosso time de especialistas sobre metodologias de desenvolvimento de software, linguagens, tecnologia e muito mais para apoiar o seu time na operação e estratégia de negócio.