< Insights

Agile Roadmap: O que é, importância e como criar o seu de forma bem-sucedida

  • Metodologias
  • Artigo

O desenvolvimento de produtos digitais é um processo complexo que exige agilidade e eficiência para atender às demandas do mercado. Nesse sentido, a utilização de metodologias ágeis tem se mostrado fundamental para garantir o sucesso dos projetos. O Agile Roadmap, em particular, é uma ferramenta poderosa que permite criar um roteiro flexível e adaptável para o desenvolvimento de produtos. 

Essa abordagem tem se tornado cada vez mais popular no desenvolvimento de software, pois permite que as equipes de projeto trabalhem de forma mais colaborativa e ágil, entregando valor de forma mais rápida, eficaz e eficiente. Com o Agile Roadmap, as empresas podem acompanhar de perto a evolução do produto e/ou do projeto, ajustando-o de acordo com as necessidades do mercado e dos usuários. 

Neste artigo, vamos explorar como o Agile Roadmap pode ajudar a sua empresa a desenvolver produtos digitais de forma ágil, eficaz e eficiente, além de oferecer dicas para aplicá-lo de forma efetiva em seu projeto.

O que é Agile Roadmap?

Agile Roadmap é uma abordagem ágil que visa criar um roteiro flexível e adaptável para o desenvolvimento de produtos e projetos. É uma metodologia que busca a entrega de valor em curtos períodos de tempo, o que permite que as equipes de desenvolvimento trabalhem de forma mais colaborativa e eficiente. É uma representação visual que descreve as principais metas, marcos de entregas e objetivos de um produto ou projeto ágil, apresentando uma visão geral da estratégia ao longo do tempo. É criado durante o planejamento e é atualizado regularmente conforme é valorizado na cultura ágil. 

Como construir um Agile Roadmap?

Agora que você conheceu um pouco sobre o agile roadmap, chegou a hora de saber como construir um corretamente. 

Antes de criar um roteiro de produto, é necessário reunir todas as informações possíveis sobre tendências de mercado, o valor oferecido pelo negócio e quaisquer limitações existentes. 

Há algumas perguntas podemos fazer em relação às etapas da construção de um agile roadmap:

  • Quais projetos têm maior importância?
  • Qual é o nosso plano de entregas para cada projeto ou produto?
  • Qual data exige que a equipe atinja metas específicas?
  • O programa precisa contar com outras equipes ou com seus sistemas internos?
  • Quais iniciativas estão sendo trabalhadas por quais equipes?
  • As equipes anteriores ainda podem aparecer nas programações devido ao espaço suficiente?
  • Podemos manter nossas equipes ágeis atuais como estão?
  • Quais são as metas e os objetivos do projeto / produto?
  • As entregas estão sequenciadas e priorizadas?
  • Temos uma estimativa ou projeções sobre as entregas?
  • Quais são os marcos essenciais de negócio e marcos de controle de progresso e valor?

Com as informações em mãos, basta agora estruturar esse plano de entregas em uma ferramenta visual. A imagem a seguir ilustra um simples exemplo:

Acima os itens são Projetos ou Produtos por exemplo, onde cada “bolinha” colorida do respectivo item é uma entrega de valor ao longo do tempo (mês). Neste exemplo sabemos então que o “Item A” possui 4 grandes entregas de valor, iniciando no mês 1 e sendo finalizado no mês 4.

Quando usar um Agile Roadmap?

Sempre que necessário criar ou evoluir comunicações sobre as estratégias e evoluções dos projetos / produtos. Além de ser uma grande ferramenta para alavancar o engajamento e a comunicação assertiva em todo o contexto.

O agile roadmap pode ser utilizado para mostrar como seu produto muda com o tempo e como você acredita que ele terá sucesso. Mantenha seu roteiro claro, simples e mensurável para que as pessoas possam entender e concordar com ele. A implementação de um agile roadmap pode aumentar a eficiência da comunicação dos resultados desejados e da visão de um produto para o consumidor.

Como utilizar o Agile Roadmap?

É importante juntar todas as etapas do trabalho de planejamento em um roteiro para obter um contexto no roadmap. Isso pode ser feito criando backlogs de produtos com seções de épicos e seções menores rotuladas como requisitos ou histórias de usuários. Depois de concluído, a equipe de desenvolvimento pode tomar decisões mais imediatas sem prejudicar o trabalho futuro. 

Um exemplo: digamos que a equipe de desenvolvimento adicione muitas informações do usuário ao seu site. Se descobrirem que os clientes não estão interessados ​​em certo recurso, eles devem continuar trabalhando nele? Esta é uma pergunta difícil de responder. Antes de tomar alguma decisão, é preciso entender o motivo das pessoas não estarem interessadas em tal recurso do produto, mostrando a devida importância de fazer testes contínuos para coletar dados importantes para o processo como um todo. 

Com isso, é correto dizer que, ao utilizar o agile roadmap, a equipe de desenvolvimento ganha uma importante capacidade para a criação do projeto: a capacidade de voltar atrás e adquirir mais conhecimento antes de dar um passo crucial. Essa é provavelmente a ferramenta mais útil do conceito, pois ela permite que a equipe desenvolva novos recursos a partir de novos conhecimentos requeridos e das mudanças ocorridas no mercado.

Alguns sinais que indicam que o processo de utilização do agile roadmap não está saindo como planejado são:

  • Foco somente no presente, ignorando o planejamento futuro;
  • O roadmap é constantemente atualizado ou quase nunca é atualizado (ambos extremos são maléficos para o projeto;
  • Requisitos detalhados estão pesando no roteiro.

E para deixar mais claro a importância de como utilizá-lo adequadamente, é atuar para que ele ajude os stakeholders à:

  • Manter o foco nas metas, objetivos e prioridades;
  • Planejar e priorizar as entregas de forma eficaz;
  • Se comunicar com partes interessadas internas e externas de forma adequada sobre o progresso, metas alcançadas, etc.

Como evoluir o Agile Roadmap?

Como vimos, o Agile Roadmap nos dá um grande valor sobre ter uma comunicação adequada das entregas de valor e dos respectivos objetivos, além de aplicar várias práticas modernas que são meios para essa obtenção do valor, tais como: transparência sobre as informações, abordagem de gestão visual, acessibilidade fácil e central da informação para todos os stakeholders, entre outras práticas.

Algumas boas práticas para evoluir o agile roadmap são:

  • Considerar sempre a revisão da priorização das entregas: com essa revisão constante da priorização das entregas, nos ajudará a garantir que as entregas de maior valor (conforme definição de cada contexto / plano de roadmap) estejam sendo executadas e entregues primeiro. Tudo conforme as necessidades dos clientes e mercado.
  • Aplicar constantemente a cultura de melhoria contínua: sempre haverá pontos de melhorias no planejamento, no processo de construção, comunicação e gestão do agile roadmap. Essa cultura de evolução é fundamental para sempre termos um agile roadmap de valor e não apenas “ter para ter”.
  • Comunicação frequente do agile roadmap: é essencial todos os stakeholders estarem atualizados e comunicados adequadamente, no tempo e qualidade adequados, incluindo o valor de recebermos feedbacks dos respectivos stakeholders.
  • Adaptações: totalmente relacionado à melhoria contínua, o agile roadmap precisa ser adaptável e na frequência que for necessária para se manter com uma visão atualizada e como uma ferramenta de valor. 
  • Métricas, indicadores e resultados: é essencial a possibilidade de se extrair métricas, indicadores e os resultados sobre o uso e aplicação do agile roadmap. Essas métricas apoiam a gestão do próprio agile roadmap e auxilia na gestão das entregas de valor dos respectivos produtos ou projetos, ajudando a garantir que estamos indo na direção certa de forma eficiente e eficaz.
  • Comunicação clara, objetiva e assertiva: o agile roadmap não deve ser poluído ou confuso. Ele precisa realmente ser um meio de comunicação de valor e que passe a comunicação de forma adequada.

Com essas boas práticas, aumentamos a possibilidade de termos uma grande ferramenta e prática de valor para realmente auxiliar a gestão dos produtos e projetos através do agile roadmap.

Apesar da utilização do agile roadmap trazer diversos benefícios para a equipe de desenvolvimento e os donos do projeto, alguns pontos podem acabar se tornando preocupantes com o passar do tempo e merecem sua atenção. Os investimentos iniciais tendem gerar uma pressão financeira significativa sobre os projetos, fazendo com que muitos membros da equipe usem essa pressão a seu favor, apegando-se a seus scripts iniciais e rejeitando novas ideias de evolução. Esse comportamento autodestrutivo pode prejudicar o projeto como um todo, adquirindo uma boa gestão de grupo por parte dos gestores de projeto. 

Alguns riscos que o desenvolvimento com agile roadmap pode acarretar são:

  • Embora o grande benefício deste roadmap ser sua flexibilidade, atualizações frequentes em diferentes rumos no roteiro fazem com que a equipe perca a confiança na capacidade do líder de tomar decisões estratégicas;
  • Se o roteiro não mudar com frequência, o produto não conseguirá atender à demanda que se acumula antes de seu lançamento;
  • Comprometer esforços de longo prazo em favor de resultados de curto prazo leva a um foco excessivo no sucesso de curto prazo. As equipes têm dificuldade em lidar com grandes projetos devido à dificuldade percebida do trabalho, o que as leva a dividir os projetos em incrementos menores.

Se você está procurando uma maneira de desenvolver produtos digitais de forma eficiente e eficaz, a consultoria ágil da Objective pode ajudar a sua empresa a alcançar seus objetivos de negócios. Com a ajuda de especialistas em metodologias ágeis, você pode criar um Agile Roadmap, simples e mensurável para o desenvolvimento de produtos, alinhado com as necessidades do mercado e dos usuários. Entre em contato com a Objective hoje mesmo para saber mais sobre como podemos ajudar sua empresa a evoluir nos negócios.

Insights do nosso time

Obtenha insights do nosso time de especialistas sobre metodologias de desenvolvimento de software, linguagens, tecnologia e muito mais para apoiar o seu time na operação e estratégia de negócio.