4 princípios básicos sobre o Kanban que você pode aplicar hoje mesmo. Saiba mais.

Já faz alguns anos que o Kanban vem ganhando força no mercado, e a tendência é de que ele cresça cada vez mais conforme a complexidade no ambiente de trabalho aumenta.

Este é o primeiro de uma série de posts nos quais conheceremos melhor esse método.

Mas o que é Kanban?

Kanban é uma abordagem evolucionária e incremental de mudança de processos para organizações.

Usando conceitos Lean como base, o foco no fluxo de trabalho nos ajuda a perceber e resolver as disfunções em nossas organizações, tendo em mente impactar o mínimo possível o ambiente atual e gerando, assim, pouca resistência à mudança.

Sistema Kanban

Sistema Kanban

O Kanban segue 4 princípios básicos que embasam todas as práticas do método:

1 — Comece com o que você faz agora

Processos não são certos ou errados: eles são o que são, a variável é o contexto.

Seu contexto dirá se aquele processo funciona na sua empresa ou não. Kanban não é um framework ou um set de práticas que serão usadas para modificar o seu fluxo de trabalho como ele é hoje, não importando, portanto, qual metodologia, processo ou práticas você usa atualmente.

2 — Concorde em buscar mudanças evolucionárias e incrementais

A prática do Kaizen nos incentiva a buscar a melhoria contínua: é um processo sem fim, no qual sempre estamos melhorando de alguma forma.

Fazendo isso de forma evolucionária e incremental, ou seja, com pequenas mudanças, de forma constante, atingimos um resultado melhor com menor resistência.


3 — Respeite o processo atual, papéis, títulos e responsabilidades

Métodos revolucionários tendem a mudar sua organização de acordo com o que foi estabelecido como padrão no método.

Organizações se moldam com base nesse processo. Mudanças como essa tem um impacto grande e, como consequência, geram uma resistência muito grande.

Não podemos descartar o fato de que o processo vigente nas organizações tem valor e que o custo de mudar o processo não seja economicamente viável.

Respeitar significa diminuir a resistência e eliminar o medo inerente à mudança.

4 — Liderança em todos os níveis

Com conceitos muito parecidos com os da gestão 3.0, entende-se que oportunidades de melhoria podem acontecer em todos os níveis da organização.

Para isso, todos devem se sentir empoderados para tomar as decisões que forem necessárias, sem medo de retaliação.

via GIPHY

Coaching Kata é uma prática excelente para praticar esse princípio utilizando métodos científicos.

Entendendo esses princípios já é possível começar uma iniciativa Kanban na sua empresa.

David Anderson, em seu livro, deixa claro que o Kanban veio para permitir que o mercado tenha processos que se moldem ao seu contexto, e não o contrário. Isso faz bastante sentido quando olhamos para os princípios que estão por trás do método.

No próximo post, falaremos sobre as 5 práticas principais do método e como elas nos ajudam a entender como funciona o fluxo de valor e a prática do Kaizen.

**Artigo escrito pelo Agile Coach, Danilo Garcia.