< Insights

Yes, we Kanban! O que é Kanban e 4 princípios para você aplicar hoje mesmo — Parte 2

  • Metodologias

A Parte 2 do nosso artigo Yes, We Kanban está ainda melhor. Confira.

Dando continuidade ao nosso artigo de Kanban, escrito pelo Agile Coach Danilo Garcia, divulgamos a segunda parte do texto, no qual falaremos sobre as práticas utilizadas no método. E claro, se você ainda não leu a parte 1 desse conteúdo tão relevante, vale muito conferir!

6 práticas usadas em conjunto

O Kanban possui 6 práticas que se usadas em conjunto tem o potencial de aumentar muito a eficiência do seu projeto, produto, empresa ou vida pessoal. São elas:

  1. Visualizar o Fluxo
  2. Limitar o WIP
  3. Gerenciar o fluxo
  4. Tornar as políticas explícitas
  5. Implementar ciclos de feedback
  6. Melhorar colaborativamente e evoluir através de métodos científicos
Imagem de pessoas conversando e a escrita " Kanban. 6 práticas usada em conjunto"

Kanban práticas em conjunto

Visualizar o Fluxo

O ponto principal é deixar visível tudo o que está invisível. Fluxo de trabalho, etapas, filas de trabalho, riscos de negócio, deadlines, estoque de trabalho, capacidade da equipe de trabalho. A partir disso, coloque essas informações em um quadro Kanban.

Com o fluxo de trabalho desenhado, fica mais fácil descobrir quais etapas merecem mais atenção, identificar gargalos e adquirir conhecimento sobre como a informação flui pelo processo.

Limitar o WIP (Work in Progress)

É o divisor de águas, o marco zero, o que vai dizer para olhos atentos se o Kanban que você faz é raso ou não. Limitar o WIP significa que, no seu fluxo de trabalho, em todo ou em parte dele, você terá um número-limite de itens que poderão trafegar por ele em concorrência, constituindo assim o que chamamos de sistema puxado.

O sistema ou fluxo só irá puxar trabalho caso ele tenha capacidade para tal, evitando assim gerar filas de trabalho concorrentes e deixando explícitos os gargalos que existem no seu fluxo. Acredite, eles estão lá.

Exemplos de sistemas puxados bem difundidos e utilizados no mercado são o CONWIP e o sistema DBR.

Gerenciar o fluxo

Estou vendo meu fluxo e estou limitando o WIP, mas como consigo saber se estou melhorando?

A terceira prática nos sugere gerenciar o fluxo, o que significa usar métodos e métricas para verificar se o trabalho está fluindo e como ele flui. Idealmente queremos que o trabalho ande rápido e que seja suave entre as etapas até sua conclusão.

Usando métricas como o CFD, podemos ter uma ideia de como o trabalho está andando pelo fluxo.

Tornar as políticas explícitas

A prática de políticas explícitas significa eliminar as barreiras invisíveis de convivência e a forma de conduzir o trabalho. A partir do momento que deixamos explícito como as coisas ocorrem ou porque ocorrem da forma que são, abrimos espaço para discussões baseadas em fatos, objetivas e racionais, deixando o desgaste emocional em segundo plano. Asseguradamente a facilitação dessas discussões será mais fácil e menos dolorida para todos.

Implementar ciclos de feedback

Métodos modernos de gestão exigem feedback rápido para funcionarem bem na velocidade com que o mercado hoje muda. Usando Kanban você pode implementar ciclos de feedback em vários níveis, daily meetings, retrospectivas, reviews e demos com clientes.

O que queremos é nos fazer valer de feedback para nos ajudar no processo de decisão sobre os próximos passos do produto, time, empresa ou estratégia de mercado, por exemplo.

Melhorar colaborativamente e evoluir através de modelos e/ou métodos científicos

Feedbacks rápidos, limite de WIP e gerenciamento do fluxo são passos de alavancagem do sistema, o que fará com que nos perguntemos como podemos melhorar.

Teoria das restrições, teoria do conhecimento profundo, ciclo de PDCApensamento sistêmicoframework econômico do Lean são alguns dos métodos e modelos que te ajudarão a desenhar uma estratégia de melhoria.

Idealmente queremos fazer esse processo continuamente e com cadência, começando assim a construir o que chamamos de cultura de melhoria contínua ou Kaizen.

Essas práticas derivadas dos princípios básicos compõem o método Kanban.

Com isso em mãos, você está preparado para praticar os primeiros passos no mundo do Kanban.

Insights do nosso time

Obtenha insights do nosso time de especialistas sobre metodologias de desenvolvimento de software, linguagens, tecnologia e muito mais para apoiar o seu time na operação e estratégia de negócio.