< Insights

5 passos para ir da ideia à sustentabilidade de um negócio com Business Agility

  • Metodologias
  • Artigo

Ser criativo e inovador é um grande desafio para as pessoas e empresas no mercado. Mais difícil ainda é ter negócios sustentáveis! Nesse sentido, Business Agility (Agilidade nos negócios) te ajuda em todo esse contexto!

Costumo dizer que não há Business Agility sem Inovação! Isso é um fato que acredito e que sempre compartilho. Dessa forma, veremos nesse artigo, uma visão bem fluída sobre como podemos considerar a Business Agility um conjunto de mentalidades e ações para termos uma Jornada de desenvolvimento de ideias à sustentabilidade de um negócio.

Te convidamos para vir com a gente nessa jornada!

2 conceitos importantes

Para alinhamento inicial e para uma base do que veremos, vale revisitar de forma bem resumida os conceitos que temos compartilhado, como o de Agilidade Operacional (Agilidade Organizacional) e Agilidade de Negócios (Business Agility). Ambas são essenciais e atuamos para ter o melhor valor e resultados delas conforme seus respectivos contextos.

Agilidade Operacional ou Agilidade Organizacional

Nesse conceito de Agilidade Operacional, olhamos para os aspectos internos da empresa, ou seja, da empresa para dentro, como por exemplo,  as áreas, processos entre áreas, ferramentas comuns ou de comunicação entre as áreas ou para dentro de uma respectiva área. Em resumo, atua com o core business e esses 4 pontos listados a seguir ajudam nesse entendimento:

Melhorar e fazer melhor o que já faz ou entrega

Foca na evolução do que já faz ou entrega. Melhorar desempenho, qualidade, novas formas de fazer, evoluir, etc.

Atuar apenas no mercado atual

Foca no core-business ou no que faz de principal e fica sobre esse limite.

Exemplo: se é um negócio de Pet Shop onde o propósito é apenas vender produtos ou serviços para Pets com o que há disponível no mercado (rações, produtos, serviços gerais de banho e tosa, etc); as ações serão apenas para fazer isso de uma forma melhor e mais correta.

Atuar com os clientes atuais e com novos, mas não de forma massiva

Busca atender bem e manter os clientes atuais além de conquistar novos clientes, mas não de forma massiva, no sentido de milhares e ao redor do mundo. Um exemplo é um estabelecimento de Pet Shop que atua em seu bairro, cidade ou até em seu estado. Mas como aumentar as vendas, clientes e market share sem precisar crescer organicamente ou linearmente (alto investimento) o equivalente aos resultados desejados? A forma massiva é atuar proporcionalmente com um determinado investimento onde os resultados são exponenciais ao respectivo investimento! E isso conseguimos com  a Agilidade de Negócios, que veremos mais adiante.

Muito foco e esforço para sobrevivência

Geralmente o foco é na sobrevivência da empresa ou do negócio.

Ilustração da agilidade organizacional, da empresa para dentro.

Agilidade de Negócios ou Business Agility

Já com Business Agility, é possível ter uma visão da empresa para fora. Mas o que isso quer dizer? Isso significa que o foco é no mindset, tudo o que está fora da empresa (mercado, clientes e não clientes, tecnologias, mindsets modernos, etc) e usamos essas informações para sermos inovadores, disruptivos e principalmente para prosperar nos negócios e no mercado. Dessa forma, conseguimos criar o desejado “Oceano Azul” de oportunidades e alcançar a massa/resultados exponenciais nessa nossa realidade de Economia Digital.

Ilustração da agilidade de negócios, da empresa para fora. Extrapolando a agilidade organizacional.

Em resumo

É importante ressaltar que ambas as visões de Agilidade de Negócios e de Agilidade Organizacional são essenciais para uma alavancar a outra! Enquanto a Agilidade de Negócios ficará mais em fazer a coisa certa e eficaz, a agilidade organizacional ficará mais em fazer a coisa do jeito certo e eficiente.

Ou seja, não adianta operacionalmente a empresa fazer bem seu core business e com o tempo ficar desatualizada e perder clientes e resultados por falta de inovação, conquista de novos clientes ou disrupção em seu negócio. Como também não adianta a empresa ter boas ideias e resultados para inovar e ser disruptiva, mas não ter dentro da empresa eficiência para execução destas inovações, pois não conseguem inovar sem parar ou impactar seu core business.

Jornada: desenvolvimento de ideias à sustentabilidade de um negócio

É nesse fluxo que a inovação está presente e é com ele que também a Business Agility ganhará força e aceleração do valor às capacidades e resultados organizacionais.

As crenças, valores, mindsets e paradigmas que a empresa acredita impactam sobre como a pessoa, time ou organização vão atuar em cada “estágio” de evolução do fluxo das ideias ao negócio sustentável.

Adianto que a mentalidade de gestão antiga, no estilo comando e controle, centralização de informações e de poder e decisão, são pontos que levam ao fracasso e limitam o sucesso de uma organização! A cultura necessária deve ser de uma mentalidade de crescimento aberta aos novos paradigmas como a de Organizações Exponenciais, que estamos em uma nova economia, a Economia Digital e entre outros pontos.

Iremos passar pelas etapas do fluxo e abaixo você já pode observar de ponta a ponta:

Ilustração Jornada do desenvolvimento de ideias à sustentabilidade de um negócio.

Veja adiante os pensamentos e reflexões sobre as etapas. Temos que considerar que é sempre uma grande jornada a ser percorrida e que essa jornada precisa ser valorizada e focada pelas organizações com muito empenho e seriedade.

Criatividade

Ao longo dos anos, diminuímos nossa capacidade criativa, logo é necessário buscarmos como retomar a criatividade. Fator essencial para a inovação e para a manutenção de um negócio.

Nós podemos ser criativos em qualquer coisa. Criatividade é voltada à novidade, para se criar algo novo, pensar diferente, fazer coisas novas. A criatividade então nos remete à ideia e novidade.

Invenção

Invenção é sobre sermos inventivos. Podemos por exemplo juntar coisas e gerar (inventar) uma coisa que não foi feita ainda, como pegar peças de carros e de bicicletas e montarmos um veículo de transporte individual que não existe.

Mas é essencial fazermos uma pergunta: Mesmo sendo inventivo em algo, esse algo é útil?

Invenção exige algo novo e que seja útil e não trivial. Assim, é válido associar uma patente a essa invenção. A invenção então nos remete à utilidade e a algum tipo de patente.

Inovação

A inovação é inútil se não conseguimos gerar valor econômico em cima daquilo. Ela deve ser algo novo e útil, que é criativo e inventivo. Então, algo inovador é algo novo, útil, valioso e que tem valor.

O valor criado por essa “novidade” deve ser muito mais alto que o custo da solução.

No aspecto empresarial, a Inovação é algo que tem que ser novo (criativo), útil (inventivo) e valioso (ter algum tipo de valor econômico, relevante à empresa, ao negócio e factível para dar andamento).

Importante ressaltar que o “valor econômico” não é valor financeiro apenas. Pode ser um valor estratégico, para a marca, retenção, um valor ao cliente, ao usuário, à usabilidade, etc.

A inovação então nos remete às oportunidades (o que buscamos o tempo todo) e ao valor.

Empreendedorismo

É a execução e a tangibilização de se trazer algo criativo, útil, valioso para o mercado; e colher o valor econômico que está nessa ideia, nesse conceito.

O empreendedorismo então nos remete à geração de negócio (onde há muitos riscos) e à execução da ideia inicial.

Sustentabilidade

Quando temos sucesso na construção de um negócio com base na ideia nova, inovadora, útil, ter o negócio rodando, aí é que atingimos a sustentabilidade.

Chegar à sustentabilidade já é muito difícil e mantê-la é um desafio maior ainda. 

A sustentabilidade então nos remete ao negócio consolidado e à gestão e administração deste negócio.

Conclusão

Essa jornada apresentada e aplicada em uma empresa que direcione uma cultura adequada em cada contexto, irá aumentar em muito a probabilidade de sucesso de uma simples ideia ser convertida em um negócio sustentável.

A Agilidade de Negócios entrará em todo o contexto da jornada, principalmente nas etapas de Inovação, Empreendedorismo e de Sustentabilidade. Pois são pontos mais tangíveis na visão “da empresa para fora”.

Ilustração Relacionando a Agilidade de Negócios com a Jornada.

Nós da Objective ajudamos a acelerar os resultados dos negócios através da Agilidade de Negócios e da Agilidade Organizacional. Converse com nossos especialistas e saiba como acelerar os resultados do seu negócio!

Insights do nosso time

Obtenha insights do nosso time de especialistas sobre metodologias de desenvolvimento de software, linguagens, tecnologia e muito mais para apoiar o seu time na operação e estratégia de negócio.