< Insights

Shift Left Testing: como implementar e quais os benefícios?

  • Testes Automatizados
  • Artigo

A implementação de práticas ágeis no desenvolvimento de software garante entregas com maior velocidade, consistência e qualidade. Nesse sentido, a prática de Shift Left Testing tem o objetivo de antecipar os testes de software e identificar possíveis erros de codificação já no início do projeto.

Nesse artigo, você descobre como implementar o Shift Left Testing e quais os seus principais benefícios no desenvolvimento de software.

O que é Shift Left Testing?

Shift Left Testing é uma prática ágil que redefine o período de realização de testes no desenvolvimento de software. Esse método determina que os testes sejam antecipados, logo, move o início da fase de teste para a esquerda. Assim, o software é testado mais cedo, nas fases iniciais, o que permite a identificação de possíveis erros e garante a consistência da entrega.

Essa prática amplia o conhecimento dos times sobre o software, isso porque, os testes geram maior entendimento sobre a arquitetura, codificação, funcionalidades, design e requisitos do projeto. Além disso, o Shift Left Testing aumenta os feedbacks e o envolvimento dos stakeholders, características que garantem a efetividade da entrega de valor.

Consequências de realizar testes tardios

O modelo tradicional de desenvolvimento de software prevê a realização de testes apenas na última etapa. Essa prática pode gerar consequências irreversíveis ao software. Nesse sentido, ao testar apenas no final do ciclo de desenvolvimento, o projeto pode apresentar erros complexos, aumento de custos e perda de desempenho. Além disso, existem outras consequências ao realizar testes tardios, conheça abaixo:

  • Falta de recursos para teste, visto que não estarão presentes na fase inicial e no planejamento;
  • Dificuldade em identificar, localizar e corrigir os defeitos de regressão;
  • Aumento de gastos com manutenção e atualizações;
  • Redução da qualidade do software e entrega de valor.

Quais os benefícios do Shift Left Testing?

A adoção do Shift Left Testing promove organização e sincronização das equipes e dos processos, além disso, ajuda na identificação de requisitos, aumenta o conhecimento do negócio e possibilita uma visão ampliada do design e da arquitetura do software. 

Um dos objetivos do Shift Left Testing é integrar as equipes de desenvolvimento e testes durante todo o projeto, de modo a fortalecer a qualidade do produto, prevenir bugs, antecipar melhorias, aumentar a previsibilidade e trazer mais confiança ao time. 

Conheça abaixo outros benefícios da utilização do Shift Left Testing:

Redução de custos

Essa prática ágil reduz os custos porque identifica e corrige os erros na causa raiz, logo, o impacto na conclusão do projeto é reduzido. Além disso, antecipar os testes de software evita esforço tardio e também gera produtividade, características que levam a redução dos custos.

Engajamento da equipe

A troca de informações entre desenvolvedores e testadores desde o início do projeto proporciona análises mais detalhadas sobre o produto, suas funcionalidades e objetivos, além disso, garante agilidade e consistência porque possibilita feedbacks constantes. Por fim, contribui na eficiência dos testes integrados e unitários, na redução de bugs críticos na etapa de produção.

Ampliação da cobertura

O processo de desenvolvimento de software é sequencial, logo, ao mover a fase de testes para o início, a verificação das funções de cada sistema ganha foco, com base no respectivo contexto de negócio e em cada camada da aplicação, durante todo o ciclo de desenvolvimento. Essa transformação acontece naturalmente e permite maior cobertura e posteriormente um produto mais consistente.

Como implementar o Shift Left Testing?

A implementação de práticas ágeis exigem engajamento e abertura para transformação na cultura dos times. Confira dicas práticas para implementar o Shift Left Testing na sua empresa:

Integração do QA no refinamento

Para implementar o Shift Left Testing é fundamental desenvolver o engajamento dos times. Com isso, ter participação ativa de cada um para definir, alinhar e compreender as tarefas propostas. 

O engajamento promove evolução nas decisões técnicas, alinhamento entre negócios e operações, otimização no planejamento e direcionamento de expectativas no fluxo de implementação. Dessa forma, integrar um analista de QA no processo de refinamento é uma solução para garantir o acompanhamento e qualidade dos processos e interações até a entrega final.

Reunião dos 3 amigos

Essa técnica pertence ao Behavior-Driven Development (BDD) e tem como objetivo reunir o Product Owner, os desenvolvedores e os analistas de teste para definir as regras, os critérios de aceitação e o plano de desenvolvimento. Essa reunião é importante para alinhar o desenvolvimento das features a fim de colocá-las em posição de conclusão (ready e done).

DOD e DOR

Definition of Ready (DOR) auxilia o time a atender as expectativas de entrega. Ele faz parte do processo de planejamento e indica quais tarefas estão refinadas o suficiente para se tornar backlog e iniciar o desenvolvimento. 

Já o Definition of Done (DOD) ajuda o time a compreender quando a tarefa está concluída conforme os respectivos requisitos.

Mapeamento do cenário de testes

O mapeamento dos cenários de testes no início do projeto orienta o time de desenvolvimento e traz uma visão mais ampla do fluxo. Esses cenários também auxiliam na prevenção de bugs e permitem a implementação de melhorias.

Testes contínuos

A utilização de testes contínuos em conjunto com o Shift Left Testing é uma excelente prática. Isso porque, o teste contínuo avalia o software antes, durante e depois do processo de Continuous Delivery. Isso possibilita que os desenvolvedores realizem testes unitários e de codificação, enquanto os QA's ficam responsáveis pelos testes de sistemas de aceitação e de integração. O principal objetivo do teste contínuo é oferecer feedbacks constantes e gerar agilidade durante o fluxo de desenvolvimento.

Testes regressivos

Nessa modalidade de teste, o produto é avaliado após a realização das melhorias e correções do código feitas durante o desenvolvimento. Nesse sentido, o teste regressivo tem como objetivo detectar possíveis falhas e assegurar a integridade do código após as modificações. Assim, é um ótimo complemento na implementação do Shift Left Testing.

Quer saber mais sobre a implementação de testes de software e como eles se adequam ao seu negócio? Converse com nossos especialistas e conheça a consultoria de testes automatizados da Objective!

Insights do nosso time

Obtenha insights do nosso time de especialistas sobre metodologias de desenvolvimento de software, linguagens, tecnologia e muito mais para apoiar o seu time na operação e estratégia de negócio.