< Insights

Entenda quais são os indicadores, funcionalidades e dashboards do NG Billing

  • Billing e Faturamento Recorrente

A otimização de resultados é algo que se relaciona diretamente com a tecnologia. Com ela, é possível realizar a gestão e o controle de processos de faturamento, cobrança, arrecadação e da continuidade de um contrato, por exemplo.

Essas funcionalidades fazem parte da solução do NG Billing. No setor de telecomunicações, por exemplo, vai além de apenas uma plataforma de cobrança, trata-se de uma solução completa, com a automação necessária para que grandes empresas mantenham tanto o bom funcionamento interno quanto dos serviços.

Uma plataforma com essa completude precisa fornecer visibilidade de toda a operação, para tanto é necessário implementar uma série de painéis nos níveis: operacional, gerencial e estratégico. Chamados de dashboards.

Para ajudar você a entender melhor o assunto, conversamos com dois profissionais da Objective: Adrieli Apolinário, que atua na área de Customer Success do NG Billing, e Pedro Iwamoto, Techlead do produto. Acompanhe os principais aspectos esclarecidos nesse bate-papo!

Os principais desafios no processo de cobrança recorrente

Quando abordamos as dores vivenciadas por negócios desprovidos de uma tecnologia de ponta — como o sistema NG Billing —, a maioria das reclamações está ligada ao faturamento. E embora os desafios de uma empresa de telecom não se resumem a isso, manter um controle financeiro eficiente é uma das principais frentes para uma atuação bem-sucedida.

Isso se dá porque, além de complexas, as operações de faturamento podem gerar inúmeros contratempos, sobretudo quando não há o apoio de ferramentas adequadas. Assim, algumas das questões mais comuns de quem ainda não tem o NG em sua empresa são:

  • a gestão financeira da minha empresa não está legal;
  • estou com problemas na emissão das faturas;
  • preciso melhorar o controle da arrecadação;
  • tenho problemas com a integração do banco de dados e financeiras,
  • não tenho uma visão clara do que foi faturado e do que já foi pago;
  • não consigo controlar a inadimplência.

Para ilustrar melhor esse contexto, Adrieli Apolinário cita um caso que ainda está na fase de implementação do NG Billing cuja principal queixa era a demora para gerar as faturas — suas operações eram extremamente manuais, por isso, enfrentavam problemas de lentidão, além de estarem mais propensos às falhas.

Outra dificuldade eram os agendamentos recorrentes muito próximos e, às vezes, a falta de um determinado lote de vencimento. Em suma, o cliente tinha dificuldades em gerir seu negócio — uma das principais consequências para quem ainda não adotou uma tecnologia de alto nível, mas precisa lidar com o crescimento da sua base de contratantes.

Com a instalação do NG, porém, todo o processo de faturamento foi automatizado, facilitando a otimização dos processos internos e naturalmente da qualidade dos serviços prestados ao consumidor.

Como melhorar a gestão de equipes com um sistema billing completo?

Com a possibilidade de obter informações totalmente customizadas nos dashboards do billing, o gestor enxergará os pontos que necessitam de melhorias e, consequentemente, entenderá para onde direcionar seus investimentos e esforços.

Isso, por sua vez, também é refletido na parte logística da prestação do serviço, que está ligada ao gerenciamento das equipes. Quando o NG está em ação, por exemplo, a partir do momento que um contrato é fechado, gera-se uma ordem de serviço para a instalação de forma automática.

Então, a equipe de atendimento é atribuída, e a partir daí monitora-se onde estão alocadas as ordens de serviços e quais são os times responsáveis por cuidar de determinada região; tudo isso dentro das funcionalidades do sistema.

Tais funcionalidades são possibilitadas pela infraestrutura e tecnologia do NG, que contribuem para uma interferência reduzida do fator humano nas atividades. Isso quer dizer que o sistema vai se alimentando à medida que entram contratos novos, o que agrega a agilidade e eficiência necessárias para a realização de todas essas tarefas.

Qual o papel dos dashboards na gestão do faturamento?

Uma das funções dos dashboards no faturamento é gerar dados que mostrem ao gestor o que está acontecendo em suas operações internas. Assim, dentre as ações realizadas pelo sistema, é possível obter uma visão do faturamento total versus faturamento real.

Nesse contexto, a ferramenta da Objective oferece um conjunto de dashboards personalizados, a fim de que os clientes moldem essas visões de acordo com as peculiaridades do seu negócio. Segundo Pedro Iwamoto, a empresa conseguirá visualizar com o sistema não só o que foi faturado em determinado mês pela recorrência, por exemplo, mas também poderá acompanhar outras variáveis, tais quais:

  • o faturamento real;
  • o faturamento estratificado por data de criação;
  • o faturamento por multas de compromisso;
  • o faturamento estratificado por ciclo;
  • o faturamento real por cidades etc.

Dessa forma, gestores têm mais embasamento para entenderem o que aconteceu, tomarem decisões mais acertadas e adotarem as medidas necessárias para otimização. Ou seja, a ferramenta dá a previsibilidade necessária para que determinado negócio cresça de forma saudável.

Por fim, além do faturamento, também é possível analisar os contratos vigentes e acompanhar de perto o churn, ou seja, o número de clientes que entraram ou saíram da base. O raciocínio aqui é: se está saindo mais gente do que entrando, alguma coisa está errada.

Nesse cenário, a automatização expõe de maneira clara os motivos dessa perda ou da insatisfação dos seus clientes. Afinal, o dashboard evidencia esses dados, e a partir dessa perspectiva, pode-se medir o grau de inadimplência e chegar à conclusão se ela está em um nível saudável ou não.

Como os dashboards tratam os dados e garante a segurança de informações dos clientes?

No quesito segurança, tudo começa com um servidor certificado. Para uma pessoa ter acesso ao NG, é preciso que ela esteja dentro da rede da empresa e faça o login. Ou seja, não é possível que o cliente jogue o endereço no browser de navegação simplesmente, ele deve estar dentro do VPN da Objective.

Então, se o indivíduo tiver o nome de usuário e senha, ele consegue visualizar as informações puras no NG. Já em relação à parte gráfica, a história é diferente — apenas os desenvolvedores da Objective, através de uma ferramenta de ETL podem criar ou alterar novas extrações da base relacional da plataforma para o datalake onde os dashboards buscam as informações consolidadas.

Além disso, o acesso aos dados não fica aberto a todos os membros do empreendimento. As permissões de acesso são por usuário, a na maioria das vezes eles estão ligados ao alto escalão, isto é, no nível das lideranças.

Como você pôde ver, os dashboards do billing são um grande diferencial para que as empresas tanto de telecom, como qualquer segmento que atue com soluções complexas, consigam tangibilizar informações mais fortes e, assim, alcançarem um desempenho de excelência nas ações de vendas, técnicas e quaisquer outras demandas em sua base. De forma mais simplificada, trata-se da ferramenta ideal para alcançar o resultado que você deseja!

Gostou do artigo? Agora que você já sabe a importância de um bom sistema billing, aproveite para entrar em contato com a Objective e conhecer como o NG Billing é um sistema robusto e customizável para atender ao seu negócio!

notebook aberto com a tela de um sistema billing
NG Billing: Software de Faturamento Recorrente
Saiba mais >

Insights do nosso time

Obtenha insights do nosso time de especialistas sobre metodologias de desenvolvimento de software, linguagens, tecnologia e muito mais para apoiar o seu time na operação e estratégia de negócio.