No último mês a nossa equipe do marketing participou do RD Summit, o maior evento de marketing digital da América Latina. Mas mais do que isso, as palestras também agregaram conhecimento para ser aplicado além da área de marketing.

Uma das palestras assistidas foi sobre Neurociência, com a Martha Gabriel e queremos compartilhar essa experiência com vocês!

Primeiro precisamos entender um pouco como nosso cérebro funciona. A neuroplasticidade, por exemplo, é uma característica do sistema nervoso, que nos permite uma adaptação do cérebro ao longo das experiências e aprendizados de nossa vida, ou seja, ele se molda conforme aquilo que você vive.

Nós temos o poder de criar neurônios para atividades que o cérebro ainda não sabe fazer. Mais do que isso, existem algumas estratégias aplicadas subconsciente e consciente, onde podemos raquear as funções para ter resultados mais interessantes.

Quanto mais sabemos, mais podemos fazer. Então aprenda, busque mais conhecimento sempre. É importante você ter consciência de como pensa para sempre trabalhar uma evolução e melhorar esses pensamentos. Lembre-se: Você não se ofende se não aceitar a ofensa. Concorda?

E isso pode ser aplicado em qualquer área de negócio. O chamado neurobusiness funciona quando usamos a neurociência para a tomada de decisão e para influenciar pessoas. Entendendo o cérebro, sabemos onde podemos influenciar os outros e também melhorarmos nós próprios!

Como consequência, mudamos o ambiente em que nos relacionamos e também ajudamos os outros ao nosso redor a serem melhores.

Para compartilhar esses conhecimentos com vocês e crescermos em nosso relacionamento profissional e pessoal, separamos 11 dicas da palestra da Martha Gabriel.

Artigo Neurociência

#dica01 – Penso, logo existo. Será?

Essa frase é muito conhecida, mas a pessoa que só se importa com a parte racional não consegue tomar nenhuma decisão.

Então vamos fazer uma pequena alteração para “SINTO, LOGO EXISTO”.

Nosso cérebro pensa primeiro no sentimento, depois agimos com racionalização para justificar o ato que tivemos por impulso da emoção.

É a emoção que manda. Agimos de acordo com o que sentimos e para mudar o pensamento precisamos começar pela mudança na emoção.

Alguns pontos que podemos trabalhar para mudar o nível de emoção são:

  • Pensamento
  • Companhias
  • Som
  • Música
  • Fala
  • Ambiente

É comprovado que atletas que escutam música tem performance melhor, sabia?

A música é única coisa que não é física e aumenta a nossa dopamina, um dos principais hormônios de motivação.

 

#dica02 – Cortisol

O Cortisol é um hormônio que “serve para ajudar o organismo a controlar o estresse, reduzir inflamações, contribuir para o funcionamento do sistema imune e manter os níveis de açúcar no sangue constantes, assim como a pressão arterial”, segundo o portal Tua Saúde.

Ele está associado a maior parte das doenças ruins, por isso é preciso manter um equilíbrio. Ainda segundo o portal, “o cortisol alto no sangue pode originar sintomas como perda de massa muscular, aumento de peso ou diminuição de testosterona ou ser indicativo de problemas, como a Síndrome de Cushing, por exemplo.

Já o cortisol baixo pode originar sintomas de depressão, cansaço ou fraqueza ou ser indicativo de problemas, como a Doença de Addison, por exemplo”.

Para você não correr este risco, nada diferente da lição mais básica que nós já conhecemos e quase nunca aplicamos: Desestressar.

Se você não dormir 8 horas por noite, você não vai funcionar bem no dia seguinte, não será produtivo. Até mesmo um cochilo de 20 minutos pode ajudar, então DURMA.

Ah, e se você dorme menos de 5 horas por dia, então você não tem condições de dizer se está bem ou não… não confie em uma pessoa que não dorme, ela não sabe o que faz!

Quando dormimos não só criamos novas sinapses, mas reorganizamos nosso cérebro. E uma dica extra: Dê preferência para dormir com tudo apagado, alguns hormônios só são produzidos no escuro.

 

#dica03 – Energia

Quando você cria um neurônio ele consome muito mais energia do que você imagina. E para recuperá-las, as castanhas são ótimas e fazem a nossa energia durar mais.

Apesar de estar na moda e muitas pessoas criticarem, o jejum é desafiador para o cérebro e ajuda na tomada de decisão, criatividade, bom humor… etc. Cuide-se!

 

#dica04 – Mais neurônios

Se precisamos desenvolver nosso cérebro e trabalhamos e para ter mais neurônios, é fundamental você investir em algumas atividades.

Para fazer “nascer” esses novos neurônios, nada melhor do que aprender a tocar um novo instrumento. Você não precisa ser profissional, mas o conhecimento de algo desafiador melhora na solução de problemas, funções executivas, criatividade, disciplina e memória.

Se você acha que não vai conseguir exercer isso, ainda temos uma segunda opção: fale uma nova língua. Quanto mais diferente, melhor o resultado.

 

#dica05 – Exercício Físico

Achou que essa ia ficar pra depois, né? Mas não, apesar de já ser um assunto batido, a atividade física ajuda o cérebro a envelhecer mais devagar.

Uma das melhores opções é a corrida, que melhora muito a cognição.

 

#dica06 – Oxitocina

Esse hormônio todo mundo em algum momento já conheceu… É o hormônio do amor, da confiança, e quando ela sobe no cérebro confiamos e gostamos mais dos outros. Interessante, né?

Ela combate o excesso de cortisol, ajudando a mantê-lo em equilíbrio e diminui o estresse. Portanto, abrace, toque, se aproxime das pessoas.

Os relacionamentos, sejam qual for, tendem a ter muito mais harmonia com atenção, humor, toque e alegria. Quando você agir assim inibe as pessoas de começarem uma briga.

 

#dica07 – Competição

Sabe o que motiva o ser humano? A competição.

Se você criar algo em que as pessoas precisam competir, elas naturalmente são mais dedicadas. Por meio desse conhecimento que surgiu o famoso GAMIFICATION.

Na verdade, com essa atividade, estamos imitando o cérebro, que tem um missão para ser alcançada, então fica mais fácil a solução de problemas e criatividade.

 

#dica08 – Storytelling

Quem nunca se atraiu por uma boa história que atire a primeira pedra. A história atrai a atenção das pessoas, conforme você fala o cérebro do ouvinte se espelha e tenta se encontrar naquela ocasião.

A história ativia as sete áreas do nosso cérebro, modificando a química e ajudando o seu time de profissionais.

Mas lembre-se: Sempre pense em um roteiro de filme. Comece com uma história boa, coloque algo ruim ou assustador no meio e termine com um final feliz. Essa dica é muito útil para os gestores darem feedbacks mais complicados, procure utilizá-la.

 

#dica09 – Meditação

Pois é, nem todas as respostas você encontra no Google (apesar de acreditarmos nisso, rs). Então é fundamental que você tire um tempo para VOCÊ. Foque em relaxar a sua mente, poucos minutos podem fazer muita diferença e mudar o seu dia.

 

#dica10 – Fadiga de Decisão

Você sofre de fadiga de decisão? Todos nós tomamos decisões ao longo do dia. Mas isso cansa, força a mente e a nossa força de vontade tende a diminuir ao longo do dia.

Em nossa rotina profissional isso conta muito, chega uma hora que não conseguimos mais tomar decisões consistentes. Para conter essa situação, evite decidir o que não importa, faça com que atividades com menor impacto não dependam de você, passe para outra pessoa e delegue o quanto puder.

Um ponto principal é fazer a gestão e planejamento das nossas decisões, ter controle do seu dia… ou ele terá o controle sobre você!

Gerencie quais são as principais decisões a serem tomadas e faça isso no período da manhã. Reuniões até meia noite não funcionam!

 

#dica11 – “A alma fica tingida pela cor dos nossos pensamentos”

Não precisamos ficar limitados ao nosso cérebro, hoje temos todos os recursos para utilizar o meio digital ao nosso favor. Deixe que ele faça por nós, deixe que ele pense por nós…

Utilize o quanto puder de recursos como agenda virtual, lembretes, etc. Você irá aproveitar muito mais seu dia, seus pensamentos serão mais alegres e contagiantes…

Lembre-se: “A alma fica tingida pela cor dos nossos pensamentos”.